Riscos para a segurança alimentar associados à carne de cavalos roubados e não identificados importada da Argentina

Riscos para a segurança alimentar associados à carne de cavalos roubados e não identificados importada da Argentina

  • Sexta-feira, 05 de Março de 2021

  •      A+  A-

Bruxelas, 5 de março de 2021 - Veja aqui a pergunta feita por vários eurodeputados, entre os quais Francisco Guerreiro, à Comissão Europeia (CE) e a respetiva resposta. Questionam que riscos para a segurança alimentar representam a carne de cavalos roubados e não identificados importados da Argentina.

Assunto: Riscos para a segurança alimentar associados à carne de cavalos roubados e não identificados importada da Argentina 

Um novo documentário da AWF/TSB revelou que a segurança alimentar da carne de cavalo importada da Argentina está em sério risco, uma vez que cavalos não identificados e/ou não marcados, assim como cavalos roubados com documentos falsificados, estão a entrar sistematicamente na cadeia alimentar por via de centros de agrupamento e matadouros.

Os padrões sanitários e fitossanitários aplicados são preocupantes, uma vez que cavalos doentes e feridos, bem como éguas grávidas e cavalos com um historial de consumo de medicamentos desconhecido, entram na cadeia alimentar sem qualquer tipo de controlo. Auditorias oficiais da UE confirmaram que existem problemas de rastreabilidade. 

Investigações recentes, incluídas neste documentário, comprovam que a legislação argentina atualizada em matéria de rastreabilidade e de bem-estar animal não alteraram esta situação.

Que análise faz a Comissão dos riscos em termos de segurança alimentar associados à carne proveniente de cavalos não identificados, roubados, doentes ou feridos que entra na cadeia alimentar e é importada para a União? Além disso, como avalia a Comissão os riscos de contaminação associados à permanência dos cavalos perto de pilhas de carcaças nos centros de agrupamento? 

Pode a Comissão contestar as informações apresentadas no documentário e no dossiê anexo e, caso contrário, está a Comissão disposta a suspender de imediato as importações de carne de cavalo provenientes da Argentina?

Por que motivo foram as ações da Comissão tão diferentes relativamente à carne de cavalo argentina e mexicana, tendo em conta a semelhança das conclusões das auditorias da UE realizadas em ambos os países?

 

Resposta da CE

 

A Comissão tem conhecimento das informações relativas à produção de carne de cavalo na Argentina divulgadas nos meios de comunicação social. A Comissão recorda que o abate de cavalos feridos e éguas prenhes é permitido ao abrigo da legislação da UE, desde que sejam respeitadas as regras relativas ao bem-estar animal e que a carne dos animais seja considerada própria para consumo humano.

A Comissão toma medidas para garantir que a legislação da União é respeitada e que os requisitos de importação relativos à carne de cavalo são cumpridos. Tais medidas são tomadas em conformidade com a legislação da União e, no caso dos países terceiros, também em conformidade com as obrigações internacionais da União no âmbito da Organização Mundial do Comércio.

As medidas da Comissão têm por base os controlos oficiais e os resultados das auditorias, incluindo auditorias na Argentina e noutros países. Sempre que as auditorias identificaram deficiências, estas deram origem a recomendações de medidas corretivas, incluindo em matéria de rastreabilidade. A Comissão avalia cuidadosamente as medidas tomadas pelos países para dar resposta às recomendações. No caso da Argentina, as recomendações diziam respeito à melhoria dos controlos oficiais nos centros de agrupamento de cavalos, ao correto controlo da aplicação da legislação nacional em matéria de medicamentos veterinários e à correta implementação das inspeções post mortem. 

Especificamente no que diz respeito ao México, as auditorias revelaram que os cavalos tratados com medicamentos veterinários não autorizados tinham sido abatidos para consumo humano e posterior exportação para a UE, o que foi confirmado pelos resultados dos testes realizados nas fronteiras da UE. Consequentemente, a UE tomou medidas para proibir as importações de carne de cavalo do México(1). As medidas tomadas pelo México para corrigir as deficiências identificadas serão cuidadosamente avaliadas antes das referidas exportações poderem ser retomadas.

 

(1)       Decisão de Execução 2014/891/UE da Comissão.


Partilhar artigo

A ler também...

Eurodeputados apelam à realização urgente de um Conselho da UE sobre Rafah
  • Direitos Humanos
  • Eurodeputados apelam à realização urgente de um Conselho da UE sobre Rafah

    Sexta-feira, 07 de Junho de 2024
    O Eurodeputado Francisco Guerreiro juntamente com outros colegas Eurodeputados de vários grupos políticos assinaram uma carta dirigida a Charles Michel, Ursula von der Leyen e Josep Borrell a apelar à realização urgente de um Conselho da UE sobre Rafah.
    LER MAIS
    Eurodeputados questionam a Comissão sobre a pesca ilegal de sardinha e espadarte
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Eurodeputados questionam a Comissão sobre a pesca ilegal de sardinha e espadarte

    Sexta-feira, 07 de Junho de 2024

    LER MAIS
    Eurodeputado Francisco Guerreiro questiona acerca do bloqueio de Israel ao abastecimento de alimentos e material médico e os seus efeitos nos animais em Gaza
  • Animais
  • Direitos Humanos
  • Eurodeputado Francisco Guerreiro questiona acerca do bloqueio de Israel ao abastecimento de alimentos e material médico e os seus efeitos nos animais em Gaza

    Sexta-feira, 03 de Maio de 2024
    O Eurodeputado Francisco Guerreiro questionou o Vice-Presidente da Comissão/Alto Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança bloqueio de Israel ao abastecimento de alimentos e material médico e os seus efeitos nos animais em Gaza.
    LER MAIS
    Eurodeputados questionam Comissão sobre o desrespeito de Israel pelo direito internacional
  • Direitos Humanos
  • Eurodeputados questionam Comissão sobre o desrespeito de Israel pelo direito internacional

    Quinta-feira, 02 de Maio de 2024
    Vários Eurodeputados, incluindo Francisco Guerreiro alertam a Comissão Europeia acerca do desrespeito de Israel pelo direito internacional e pelas medidas provisórias decretadas pelo Tribunal Internacional de Justiça.
    LER MAIS
    Medidas destinadas a reduzir o custo da implantação de redes de comunicação eletrónicas gigabit (Regulamento Infraestruturas Gigabit)
  • Sessão Plenária
  • Medidas destinadas a reduzir o custo da implantação de redes de comunicação eletrónicas gigabit (Regulamento Infraestruturas Gigabit)

    Quarta-feira, 24 de Abril de 2024

    LER MAIS
    Qualidade do ar ambiente e um ar mais limpo na Europa
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Qualidade do ar ambiente e um ar mais limpo na Europa

    Quarta-feira, 24 de Abril de 2024

    LER MAIS
    Luta contra os atrasos de pagamento nas transações comerciais
  • Sessão Plenária
  • Luta contra os atrasos de pagamento nas transações comerciais

    Quarta-feira, 24 de Abril de 2024

    LER MAIS
    Serviços de pagamento no mercado interno e alteração do Regulamento (UE) n.º 1093/2010
  • Sessão Plenária
  • Serviços de pagamento no mercado interno e alteração do Regulamento (UE) n.º 1093/2010

    Quarta-feira, 24 de Abril de 2024

    LER MAIS
    Serviços de pagamento e serviços de moeda eletrónica no mercado interno
  • Sessão Plenária
  • Serviços de pagamento e serviços de moeda eletrónica no mercado interno

    Quarta-feira, 24 de Abril de 2024

    LER MAIS
    Simplificação de determinadas normas da PAC
  • Sessão Plenária
  • Simplificação de determinadas normas da PAC

    Quarta-feira, 24 de Abril de 2024

    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?