Pergunta à CE:  A importância de alternativas de origem vegetal na transição para um modelo de produção alimentar mais sustentável

Pergunta à CE: A importância de alternativas de origem vegetal na transição para um modelo de produção alimentar mais sustentável

  • Sexta-feira, 08 de Janeiro de 2021

  •      A+  A-

Consulta aqui a pergunta conjunta dos eurodeputados Francisco Guerreiro, Sylwia Spurek, Manuela Ripa Eleonora Evi e Alexis Georgoulis à Comissão Europeia (CE) sobre a transição para um modelo de produção alimentar mais sustentável.

 

Assunto: A importância de alternativas de origem vegetal na transição para um modelo de produção alimentar mais sustentável

O Parlamento rejeitou recentemente uma série de alterações destinadas a limitar a utilização de designações relacionadas com carne em alternativas de origem vegetal. É indispensável reconhecer que uma transição do atual modelo de produção alimentar para uma alternativa mais sustentável é essencial para combater as alterações climáticas, proteger a saúde das pessoas e aumentar as garantias de proteção dos direitos dos consumidores. Um relatório recente da Greenpeace («Farming for failure») enumera uma série de recomendações políticas importantes no que se refere à transição para dietas mais ricas em vegetais. A Comissão reconheceu igualmente a importância das alternativas de origem vegetal num relatório especial sobre o desenvolvimento das proteínas vegetais na UE, publicado em 2018.

1. Como tenciona a Comissão incentivar os agricultores a passarem da produção animal para a produção vegetal? 

2. Prevê a Comissão introduzir políticas destinadas a promover e a apoiar, nomeadamente através de financiamento, a produção de alimentos de origem vegetal e, em caso afirmativo, como serão elas formuladas de modo a garantir a aplicação por todos os países da UE? 

3. Qual a posição da Comissão sobre a carne produzida através de agricultura celular? Tenciona a Comissão apoiar esse tipo de inovações?

 

Resposta da  CE

A atual política agrícola comum (PAC) prevê já vários instrumentos que apoiam direta ou indiretamente as proteaginosas na UE, nomeadamente o pagamento por práticas agrícolas benéficas para o clima e o ambiente (ecologização), os programas de desenvolvimento rural e o regime de apoio associado voluntário. 

A Comissão apresentou um plano de transição para um sistema alimentar sustentável na Estratégia do Prado ao Prato(1). Devido ao seu impacto positivo no ambiente, as proteaginosas desempenharão um importante papel nessa transição. 

No âmbito da futura política agrícola comum, as propostas visam dar aos Estados-Membros a possibilidade de incluir, nos seus planos estratégicos da PAC, as intervenções ao abrigo de programas setoriais que permitam apoiar o setor das proteaginosas. Além disso, no quadro dos regimes ecológicos, a Comissão propõe que se recompensem as práticas agrícolas que promovem as proteaginosas, nomeadamente a rotação de culturas com leguminosas.

A Comissão analisa neste momento a política de promoção dos produtos agrícolas, com vista a reforçar a sua contribuição para a produção e o consumo sustentáveis, em consonância com a transição para um regime alimentar mais baseado nos produtos vegetais. 

A tecnologia da carne cultivada ainda se encontra em fase de desenvolvimento. De acordo com o Regulamento Novos Alimentos(2), a autorização de colocação de um novo alimento no mercado cabe à Comissão, tendo por base um parecer positivo da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos sobre os efeitos do novo alimento na saúde humana. Até à data, não foi autorizado nenhum novo alimento com carne cultivada. 

A Comissão apoia as atividades de investigação e inovação no domínio das proteaginosas através da PEI-AGRI(3) e dos projetos no âmbito do Programa Horizonte 2020(4). Os projetos de investigação sobre carne cultivada são também financiados ao abrigo do Programa Horizonte 2020(5). O futuro Horizonte Europa continuará a apoiar a investigação neste domínio, em conformidade com a Estratégia do Prado ao Prato.

 

(1)     COM(2020) 381

https://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?uri=CELEX:52020DC0381

(2)     Regulamento (UE) 2015/2283 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 25 de novembro de 2015, relativo a novos alimentos, que altera o Regulamento (UE) n.° 1169/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho e que revoga o Regulamento (CE) n.° 258/97 do Parlamento Europeu e do Conselho e o Regulamento (CE) n.° 1852/2001 da Comissão JO L 327 de 11.12.2015, p. 1.

(3)     Parceria Europeia de Inovação para a produtividade e a sustentabilidade agrícolas (PEI-AGRI)

https://ec.europa.eu/eip/agriculture/en/european-innovation-partnership-agricultural

(4)     Projetos LegValue

https://cordis.europa.eu/project/id/727672

e TRUE

https://cordis.europa.eu/project/id/727973

(5)     Projetos Cultured Beef

https://cordis.europa.eu/project/id/790236

e Meat4all

https://cordis.europa.eu/project/id/958660


Partilhar artigo

A ler também...

1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu
  • Ambiente
  • Direitos Sociais
  • Lei do Clima
  • Política Agrícola Comum
  • Verdes/ALE
  • 1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu

    Quarta-feira, 28 de Julho de 2021
    O último ano do deputado Francisco Guerreiro como membro independente do Parlamento Europeu ficou marcado pelo trabalho em volta da Política Agrícola Comum, do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura e da Lei do Clima.
    LER MAIS
    Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores
  • Ambiente
  • Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores

    Segunda-feira, 12 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Verde Europeia (Verdes/ALE), Francisco Guerreiro, questionou a Comissão Europeia (CE) sobre o financiamento europeu da construção de uma incineradora na ilha de São Miguel, Açores.
    LER MAIS
    PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos
  • Animais
  • PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos

    Sexta-feira, 09 de Julho de 2021
    Foi descartada, esta semana, uma emenda introduzida pelo eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) e Vice-Presidente da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (AGRI), Francisco Guerreiro, sobre a tauromaquia.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF

    Quinta-feira, 08 de Julho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos participantes do ciclo de debates da Associação Natureza Portugal em colaboração com a World Wide Fund For Nature (ANPIWWF).
    LER MAIS
    Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE

    Quarta-feira, 07 de Julho de 2021
    O Parlamento Europeu aprovou hoje o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA). Enquanto relator-sombra pelo Grupo dos Verdes/ALE, o eurodeputado Francisco Guerreiro introduziu uma emenda para a rejeição do acordo, porém, a mesma foi chumbada por 516 votos contra e apenas 143 a favor.
    LER MAIS
    Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais
  • Animais
  • Verdes/ALE
  • Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais

    Quinta-feira, 01 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia presidiu hoje a reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais sobre o ‘Relatório de Implementação sobre Bem-Estar dos Animais de Criação’ pelo qual é também relator-sombra.
    LER MAIS
    Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027
  • Animais
  • Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    A Comissão Europeia (CE) comprometeu-se hoje a eliminar gradualmente as jaulas na pecuária, em toda a União Europeia (UE), estudando a possibilidade de a proibição entrar em vigor em 2027. A proposta legislativa vai ser apresentada até ao fim de 2023, juntamente com a revisão da legislação de bem-estar animal, já prometida na estratégia política alimentar da UE, a Estratégia ‘Do Prado ao Prato’.
    LER MAIS
    Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa
  • Presidência do Conselho da UE
  • Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    Esta quarta-feira, dia 30 de junho, termina o semestre português na Presidência do Conselho da União Europeia. Apesar de alguns pontos positivos, nomeadamente em matérias orçamentais e de transparência fiscal (e.g. acordo sobre a Diretiva de Divulgação Pública de Informações por País) houve um fracasso generalizado no que concerne a matérias climáticas e no panorama internacional, nomeadamente no relacionamento com a China e com os países do Mercosul.
    LER MAIS
    Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro participou hoje na conferência 'Capacitar Organizações de Consumidores: Rumo a uma abordagem harmonizada para lidar com a dupla qualidade em produtos alimentícios' (ECO, na sua sigla em inglês) na qual falou do combate à dupla qualidade alimentar, na União Europeia.
    LER MAIS
    SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos
  • Política Agrícola Comum
  • SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos oradores da conferência da SAFE "Dual Food Quality: Empowering Consumer Organizations".
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?