Erasmus+: Comissão responde a questão de eurodeputado do PAN e admite problemas na atribuição de bolsas

Erasmus+: Comissão responde a questão de eurodeputado do PAN e admite problemas na atribuição de bolsas

  • Segunda-feira, 15 de Junho de 2020

  •      A+  A-

Lisboa, 15 de abril de 2020 - A Comissão Europeia (CE) respondeu à pergunta do Eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) e admitiu que há uma insuficiência de fundos atribuídos ao Programa 'Erasmus +'  e que estes são repartidos entre os Estados-Membros de forma desigual por não discriminarem positivamente e excluírem os candidatos a bolsas com pontuações altas.

O eurodeputado questionou esta instituição sobre o modelo de financiamento do Programa e quais as medidas que seriam adotadas para garantir o acesso a estes estudantes, tendo em conta conclusões de um relatório oficial de avaliação intercalar do Programa, em Portugal. 

Realizado pela Comissão Europeia em 2017, o relatório ((2017)3350537) conclui que, a acontecer, a discriminação deveria passar por ter em conta os países e regiões mais desfavorecidas e os diferentes tipos de percursos académicos ou formativos dos Estados-Membros, que são diferentes na sua duração e custo.

“O relatório indica que há uma disfunção estrutural na atribuição de bolsas 'Erasmus +' que tem vindo a prejudicar injustamente vários potenciais bolseiros em Portugal. A Comissão Europeia tem o dever de zelar pelos direitos sociais dos seus cidadãos e criar um sistema mais equitativo nomeadamente para os países e regiões que mais precisam do Erasmus +”, afirma o eurodeputado.

A pergunta realizada à Comissão vem no sentido de perceber se estão previstas ou se têm sido tomadas medidas para anular estas irregularidades de financiamento.

De acordo com o relatório, no triénio 2014-2016, devido a estas limitações orçamentais, em Portugal a Agência Nacional 'Erasmus + Educação e Formação' apenas conseguiu aprovar 36% das candidaturas submetidas, e a Agência Nacional 'Erasmus + Juventude em Ação' 24%.

O relatório de avaliação intercalar do Programa Erasmus+ em Portugal ((2017)3350537) pode ser consultado aqui

Reposta da Comissária para a Economia e Sociedade Digital Maryia Gabriel, em nome da Comissão Europeia:

"A Comissão pretende tornar o futuro programa Erasmus+ muito mais acessível aos aprendentes e ao pessoal a todos os níveis do ensino e da formação, da juventude e do desporto. Este objetivo será alcançado graças a uma série de meios, incluindo a conceção de determinadas ações de modo a aliciar pequenas organizações de base, adaptações dos níveis das subvenções e mais oportunidades para a mobilidade de curto prazo dos alunos, inclusive do ensino profissional. Estas medidas irão contribuir para aumentar as taxas de participação no programa, em geral, e das pessoas com menos oportunidades, em particular.

A Comissão está também a procurar os recursos adequados no âmbito do quadro financeiro plurianual para o período de 2021-2027, a fim de corresponder aos objetivos ambiciosos estabelecidos para o programa Erasmus+ e de ajudar a satisfazer a procura.

A afetação de fundos entre os países do programa Erasmus+ processa-se de forma equitativa e transparente, de acordo com os critérios estabelecidos na base jurídica. Estes critérios são a população nacional, o custo de vida (que tem em conta as diferenças entre os países do programa Erasmus+ e a distância entre capitais) e os resultados obtidos no passado na execução do programa."

Consulta a pergunta de Francisco Guerreiro aqui.


Partilhar artigo

A ler também...

Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores
  • Ambiente
  • Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores

    Segunda-feira, 12 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Verde Europeia (Verdes/ALE), Francisco Guerreiro, questionou a Comissão Europeia (CE) sobre o financiamento europeu da construção de uma incineradora na ilha de São Miguel, Açores.
    LER MAIS
    PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos
  • Animais
  • PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos

    Sexta-feira, 09 de Julho de 2021
    Foi descartada, esta semana, uma emenda introduzida pelo eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) e Vice-Presidente da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (AGRI), Francisco Guerreiro, sobre a tauromaquia.
    LER MAIS
    Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE

    Quarta-feira, 07 de Julho de 2021
    O Parlamento Europeu aprovou hoje o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA). Enquanto relator-sombra pelo Grupo dos Verdes/ALE, o eurodeputado Francisco Guerreiro introduziu uma emenda para a rejeição do acordo, porém, a mesma foi chumbada por 516 votos contra e apenas 143 a favor.
    LER MAIS
    Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais
  • Animais
  • Verdes/ALE
  • Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais

    Quinta-feira, 01 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia presidiu hoje a reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais sobre o ‘Relatório de Implementação sobre Bem-Estar dos Animais de Criação’ pelo qual é também relator-sombra.
    LER MAIS
    Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027
  • Animais
  • Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    A Comissão Europeia (CE) comprometeu-se hoje a eliminar gradualmente as jaulas na pecuária, em toda a União Europeia (UE), estudando a possibilidade de a proibição entrar em vigor em 2027. A proposta legislativa vai ser apresentada até ao fim de 2023, juntamente com a revisão da legislação de bem-estar animal, já prometida na estratégia política alimentar da UE, a Estratégia ‘Do Prado ao Prato’.
    LER MAIS
    Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa
  • Presidência do Conselho da UE
  • Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    Esta quarta-feira, dia 30 de junho, termina o semestre português na Presidência do Conselho da União Europeia. Apesar de alguns pontos positivos, nomeadamente em matérias orçamentais e de transparência fiscal (e.g. acordo sobre a Diretiva de Divulgação Pública de Informações por País) houve um fracasso generalizado no que concerne a matérias climáticas e no panorama internacional, nomeadamente no relacionamento com a China e com os países do Mercosul.
    LER MAIS
    Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro participou hoje na conferência 'Capacitar Organizações de Consumidores: Rumo a uma abordagem harmonizada para lidar com a dupla qualidade em produtos alimentícios' (ECO, na sua sigla em inglês) na qual falou do combate à dupla qualidade alimentar, na União Europeia.
    LER MAIS
    Guerreiro questiona Comissão sobre isenção fiscal na UE a combustíveis fósseis
  • Acordos bilaterais
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Verdes/ALE
  • Guerreiro questiona Comissão sobre isenção fiscal na UE a combustíveis fósseis

    Sexta-feira, 25 de Junho de 2021
    Francisco Guerreiro questionou a Comissão Europeia sobre a isenção fiscal na União Europeia a combustíveis fósseis. A pergunta foi subscrita pelas eurodeputadas dos Verdes/Aliança Livre Europeia Ska Keller e Caroline Roose. Em causa, as negociações com a Organização Mundial do Comércio que se comprometeu a acabar com estes subsídios até 2020.
    LER MAIS
    PAC: Acordo está muito aquém das metas do Pacto Ecológico Europeu
  • Política Agrícola Comum
  • PAC: Acordo está muito aquém das metas do Pacto Ecológico Europeu

    Sexta-feira, 25 de Junho de 2021
    Terminaram hoje as negociações sobre a Política Agrícola Comum (PAC) para os anos de 2023 a 2027. O acordo entre os representantes do Parlamento Europeu, do Conselho da União Europeia e da Comissão Europeia está muito aquém das promessas do Pacto Ecológico Europeu em usar menos pesticidas, proteger o meio ambiente, o clima e a biodiversidade e promover a agricultura biológica.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro vota contra a Lei Europeia do Clima
  • Alterações Climáticas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Francisco Guerreiro vota contra a Lei Europeia do Clima

    Quinta-feira, 24 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro e os Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) – grupo a que pertence no Parlamento Europeu – votaram contra a Lei Europeia do Clima, aprovada hoje em sessão plenária.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?