Posição dos Verdes/ALE sobre a aterragem forçada do voo FR4978 da Ryanair em Minsk, Bielorrússia

Posição dos Verdes/ALE sobre a aterragem forçada do voo FR4978 da Ryanair em Minsk, Bielorrússia

  • Segunda-feira, 24 de Maio de 2021

  •      A+  A-

Bruxelas, 24 de maio de 2021 – No dia 23 de maio de 2021, as autoridades da Bielorrússia obrigaram um avião civil da União Europeia (UE) a realizar uma aterragem de emergência em Minsk. Vê aqui a posição do grupo parlamentar dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE).

 

Contexto do desvio do voo FR4978 da Ryanair 

O avião, propriedade de uma empresa da UE, cujo itinerário era entre duas capitais europeias (Atenas-Vilnius), e que transportava mais de 100 passageiros a bordo, foi forçado a pousar por um avião militar bielorrusso, tendo sido apontada uma alegada ameaça de bomba como pretexto.

Dois dos passageiros do voo, Roman Protassevicht, jornalista independente da Bielorrússia e cofundador do canal de oposição ao regime Nexta, e Sofia Sapega, parceira de Protassevicht, foram detidos pelas autoridades bielorrussas e impedidos de embarcar no aeroporto de Minsk para o destino inicial.

“Esta foi uma tentativa descarada das autoridades bielorrussas de silenciar todas as vozes da oposição e os meios de comunicação independentes. O único objetivo desta manobra era manifestamente a de prender um dos passageiros do avião, o Sr. Protassevicht,” escrevem os Verdes/ALE numa nota informativa.

Por sua vez, a agência de notícias estatal Belta admitiu também que toda a operação foi realizada por ordem direta de Alexander Lukashenko, presidente da Bielorrússia desde 1994.

Estas ações constituem uma violação do direito internacional e um ato de terrorismo de Estado. Na qualidade de asilado da UE, Protassevicht está protegido pelo artigo 19° da Carta Europeia dos Direitos Fundamentais, que afirma categoricamente que “ninguém pode ser afastado, expulso ou extraditado para um Estado onde exista um risco grave de ser submetido à pena de morte, tortura ou outros tratamentos ou penas desumanas ou degradantes.” 

Para mais, ao levar a cabo este ato coercivo, as autoridades bielorrussas colocaram em risco a segurança dos passageiros e tripulantes deste voo.

 

Posição dos Verdes/ALE

· Continuamos a apoiar o povo da Bielorrússia nas suas aspirações por um futuro livre e democrático. Instamos as autoridades bielorrussas a libertarem imediata e incondicionalmente todos os jornalistas e profissionais dos media que foram detidos, incluindo o Sr. Protassevicht e a sua companheira, a acabarem com o assédio dos media independentes e manterem os seus compromissos internacionais, nomeadamente, o de respeitar os direitos humanos e as liberdades fundamentais, incluindo a liberdade de imprensa e a liberdade de expressão.

· Instamos o Conselho a prosseguir imediatamente com o quarto pacote de sanções, visando funcionários que participam ou são cúmplices da fraude eleitoral e subsequentes violações dos direitos humanos na Bielorrússia, incluindo a perseguição de jornalistas e bloguistas independentes, bem como de empresas que apoiam Lukashenko e o seu regime, e pessoas que participaram nestas ações mais recentes (por exemplo: oficiais de inteligência e autoridades da aviação).

· Solicitamos ao Serviço Europeu para a Ação Externa (SEAE) e às representações diplomáticas dos Estados-Membros da UE na Bielorrússia que monitorizem a situação de Potrasevich e da sua companheira, que lhes prestem todo o apoio de que possam necessitar e trabalhem em conjunto para garantir que sejam libertados rapidamente. Enfatizamos a importância deste acompanhamento pelo SEAE e por todos os Estados-Membros para todas as pessoas detidas arbitrariamente na Bielorrússia.

· Apelamos a um envolvimento internacional, incluindo discussões na Organização das Nações Unidas (ONU) e na Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), bem como uma investigação internacional, liderada pela Organização da Aviação Civil Internacional quanto ao incidente do dia 23 de maio para apurar a violação das regras da aviação internacional. 

· Dados os rumores sobre os outros quatro passageiros que não continuaram no voo para Vilnius, também deve haver um inquérito sobre o papel da Rússia.

· Pedimos ao Conselho Europeu e ao Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança a apresentarem uma resposta firme e considerem outras ações, como a emissão de uma recomendação conjunta da UE para evitar a entrada no espaço aéreo da Bielorrússia, a suspensão da adesão da Bielorrússia à Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) ou a interrupção dos investimentos de países da UE em projetos de infraestruturas de energia na Bielorrússia.

· Solicitamos ao SEAE e aos Estados-Membros que aumentem o apoio à sociedade civil independente e aos meios de comunicação ativos na Bielorrússia, bem como a melhorarem os processos de asilo para quem procura refúgio da Bielorrússia.

· Por fim, requeremos a realização de um debate, com resolução, para a sessão plenária de junho sobre o seguinte tema: “Declaração do Conselho e da Comissão sobre o terrorismo de Estado orquestrado pelo regime de Lukashenko contra os cidadãos e as empresas da UE.”

 

Resposta do Conselho Europeu

Na sua reunião do dia 24 de maio de 2021, o Conselho Europeu - composto pelos chefes de Estado ou de Governo dos Estados-Membros, juntamente com o presidente do Conselho Europeu e o presidente da Comissão - condenou "veementemente a aterragem forçada, que pôs em perigo a segurança aérea, de um voo da Ryanair em Minsk, na Bielorrússia, em 23 de maio de 2021, e a detenção do jornalista Roman Protassevicht e de Sofia Sapega pelas autoridades bielorrussas," informou por comunicado.

Francisco Guerreiro, eurodeputado dos Verdes/ALE, saudou a decisão do Conselho Europeu que apelou igualmente todas as transportadoras aéreas estabelecidas na UE a evitarem sobrevoar a Bielorrússia, assim como exortou o Conselho da UE a adotar novas sanções económicas.


Partilhar artigo

A ler também...

Francisco Guerreiro vota contra a Lei Europeia do Clima
  • Alterações Climáticas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Francisco Guerreiro vota contra a Lei Europeia do Clima

    Quinta-feira, 24 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro e os Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) – grupo a que pertence no Parlamento Europeu – votaram contra a Lei Europeia do Clima, aprovada hoje em sessão plenária.
    LER MAIS
    Verdes/ALE saúdam indulto como primeiro passo para uma solução política
  • Justiça
  • Verdes/ALE saúdam indulto como primeiro passo para uma solução política

    Terça-feira, 22 de Junho de 2021
    Hoje, o governo espanhol anunciou o indulto dos nove líderes políticos catalães por terem participado no referendo catalão em 2017. Os Verdes/ALE aclamam esta decisão que vem no seguimento de uma sentença judicial desproporcional de quase quatro anos de prisão injusta.
    LER MAIS
    Eurodeputados exortam a Comissão a terminar com o transporte de animais vivos para fora da UE
  • Animais
  • Eurodeputados exortam a Comissão a terminar com o transporte de animais vivos para fora da UE

    Segunda-feira, 14 de Junho de 2021
    Membros do Parlamento Europeu, entre os quais Francisco Guerreiro (Verdes/ALE), apelaram a Comissão Europeia (CE) a processar devidamente as partes responsáveis por infrações à lei relativa ao transporte de animais vivos e que causou a morte de milhares de animais.
    LER MAIS
    Guerreiro participa em cimeira sobre alimentação e proteínas vegetais
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro participa em cimeira sobre alimentação e proteínas vegetais

    Sexta-feira, 11 de Junho de 2021
    O eurodeeputado participou hoje na Cimeira 'Plant-Based Foods & Proteins Europe 2021' dedicado a conectar marcas de origem vegetal com a cadeia de valor, incluindo revendedores, profissionais de serviços alimentícios, fabricantes de alimentos, fornecedores de ingredientes e outros provedores de serviços como embalagens, mercados e agências de marcas.
    LER MAIS
    O fim das gaiolas na pecuária é aprovado no Parlamento Europeu
  • Animais
  • O fim das gaiolas na pecuária é aprovado no Parlamento Europeu

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    A resolução para acabar com as gaiolas na pecuária na União Europeia (UE) foi aprovada hoje no Parlamento Europeu (PE) por larga maioria (558 a favor, 37 contra e 85 abstenções). Esta resolução resulta da Iniciativa de Cidadania Europeia “Fim da era da gaiola” que foi assinada por mais de 1,3 milhões de europeus.
    LER MAIS
    Estratégia de cibersegurança da UE para a década digital
  • Digitalização
  • Estratégia de cibersegurança da UE para a década digital

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Situação do Estado de Direito na UE
  • Estado de Direito
  • Sessão Plenária
  • Situação do Estado de Direito na UE

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Sessão plenária: Posição do PE sobre a avaliação em curso da Comissão e do Conselho dos planos nacionais de recuperação e resiliência
  • Economia
  • Sessão Plenária
  • Sessão plenária: Posição do PE sobre a avaliação em curso da Comissão e do Conselho dos planos nacionais de recuperação e resiliência

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Sessão plenária: A repressão sistemática na Bielorrússia e suas consequências para a segurança europeia
  • Sessão Plenária
  • Sessão plenária: A repressão sistemática na Bielorrússia e suas consequências para a segurança europeia

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Sessão plenária: Iniciativa de Cidadania Europeia «Fim da era da gaiola»
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Animais
  • Sessão Plenária
  • Sessão plenária: Iniciativa de Cidadania Europeia «Fim da era da gaiola»

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?