Parlamento Europeu aprova recomendações para restringir o transporte de animais vivos

Parlamento Europeu aprova recomendações para restringir o transporte de animais vivos

  • Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022

  •      A+  A-

Estrasburgo, 20 Janeiro de 2022 – A Comissão de Inquérito para o Transporte de Animais Vivos (ANIT) do Parlamento Europeu aprovou hoje, em Estrasburgo, Recomendações a promover mudanças legislativas que restringirão o transporte de animais com o objetivo de melhorar o seu bem-estar. As Recomendações serão posteriormente enviadas à Comissão Europeia, que já indicou que nelas se baseará para reescrever a legislação de proteção animal que publicará em 2023. Francisco Guerreiro considerou as recomendações aprovadas "insuficientes".

O eurodeputado Francisco Guerreiro lamenta que as emendas propostas pelo grupo político dos Verdes/Aliança Livre Europeia, que elevavam a ambição das Recomendações, não tenham sido apoiadas pela maioria. Francisco Guerreiro justificou a sua abstenção com o facto de, "apesar das conquistas, as Recomendações aprovadas não refletirem na totalidade as melhorias que devem ser feitas para melhorar a vida destes animais, preocupando-se mais em proteger o setor agropecuário". 

Das principais conquistas alcançadas com as Recomendações, que foram aprovadas com 557 a favor, 55 contra e 78 abstenções, destacam-se:

·         Recomendação para serem definidas horas máximas de viagem curtas (especialmente para certas espécies – coelhos e aves – e animais 'em fim de carreira', onde é feito o apelo específico para ser limitado a 4h).

·         Recomendação para ser apresentado um plano de ação com uma cronologia clara para a UE reduzir a necessidade de transportar animais vivos e incentivar a mudança para o transporte de carne/carcaças e material genético.

·         Recomendação para a Comissão iniciar processos de infração contra Estados-Membros com infrações repetidas.

·         Reiteração da decisão do Tribunal de Justiça Europeia que indica que as normas de bem-estar não param nas fronteiras da UE e, por isso, a UE também tem responsabilidade sobre o transporte; e apelo à intervenção da Comissão quando os Estados-Membros ignoram esta decisão.

·         Recomendação para haver um sistema harmonizado de sanções da UE e melhor cooperação entre os Estados-Membros; e um sistema centralizado para a aprovação de embarcações marítimas, tendo em conta a atual implementação legislativa deficiente.

·         Recomendação para a proibição do transporte de animais destinados ao abate por mais de 8 horas. Os Verdes queriam ter alargado esta proibição para também os animais transportados para reprodução ou engorda, mas não houve maioria para tal.

Alguns exemplos de medidas que não foram aprovadas e que, de acordo com Francisco Guerreiro, poderiam ter feito diferenças muito significativa eram:

·         Uma Recomendação que tinha sido aprovada dentro da Comissão ANIT e que pedia uma proibição do transporte de animais não desmamados com menos de 5 semanas, foi agora rejeitada em plenário, tendo sido substituída por uma versão menos ambiciosa que pede um limite de idade de 4 semanas e apenas para bezerros.

·         E também uma outra, igual e previamente aprovada em sede de Comissão, que recomendava a proibição total do transporte de animais gestantes no último trimestre da gravidez, foi chumbada, sendo substituída por uma recomendação para ser possível transportar animais gestantes durante 4 horas.

·         A Recomendação dos Verdes para se estabelecer um limite de transporte por via marítima de 24 horas foi chumbado.

Da investigação da Comissão, realizada através de missões e audições públicas, os eurodeputados e eurodeputadas concluíram no relatório que acompanhará as Recomendações que há falta de controlo, registo de dados e monitorização dos transportes realizados, bem como uma comunicação deficiente entre as autoridades. Indicaram também no seu relatório que há repetidos incumprimentos da atual legislação, tais como falta de comida e água a bordo, temperaturas insuportáveis, veículos e navios inapropriados, tratamento negligente dos animais e registos de viagem incompletos. Entre outros pontos, o relatório destaca ainda que há uma falta de harmonização entre as regras dos diferentes Estados-Membros, e lamenta que as violações não sejam sancionadas.

As Recomendações aprovadas influenciarão agora a revisão da legislação de bem-estar animal, que será publicada pela Comissão Europeia no último trimestre de 2023.

A Comissão ANIT foi estabelecida em 2019 com o objetivo de investigar os problemas na implementação da atual legislação (Regulamento 1/2005 relativo à proteção dos animais durante o transporte), após consecutivos registos e denúncias por parte de organizações da sociedade civil e pressão por parte das cidadãs e cidadãos.

 


Partilhar artigo

A ler também...

Eurodeputados alertam para pilhagem de alimentos na Ucrânia
  • Guerra na Europa
  • Eurodeputados alertam para pilhagem de alimentos na Ucrânia

    Terça-feira, 17 de Maio de 2022
    Juntamente com 43 colegas eurodeputados, Francisco Guerreiro assinou uma carta dirigida ao Procurador do Tribunal Penal Internacional a alertar para a pilhagem de alimentos alegadamente perpetrada pelas forças do exército russo no território ocupado ucraniano.
    LER MAIS
    Aplicação das disposições do acervo de Schengen no domínio do Sistema de Informação de Schengen em Chipre
  • Geral
  • Aplicação das disposições do acervo de Schengen no domínio do Sistema de Informação de Schengen em Chipre

    Sexta-feira, 13 de Maio de 2022

    LER MAIS
    Uma economia azul sustentável na UE: o papel da pesca e da aquicultura
  • Ambiente
  • Uma economia azul sustentável na UE: o papel da pesca e da aquicultura

    Sexta-feira, 13 de Maio de 2022

    LER MAIS
    Inteligência artificial na era digital
  • Digitalização
  • Inteligência artificial na era digital

    Sexta-feira, 13 de Maio de 2022

    LER MAIS
    Eleição dos deputados ao Parlamento Europeu por sufrágio universal direto
  • Parlamento Europeu
  • Eleição dos deputados ao Parlamento Europeu por sufrágio universal direto

    Sexta-feira, 13 de Maio de 2022

    LER MAIS
    Ucrânia: Eurodeputados pedem fundo de reconstrução financiado por reservas congeladas Russas
  • Guerra na Europa
  • Ucrânia: Eurodeputados pedem fundo de reconstrução financiado por reservas congeladas Russas

    Quarta-feira, 11 de Maio de 2022
    Eurodeputados assinam carta a pedir a apresentação de uma proposta legislativa urgente que forneça um quadro claro para redistribuir a riqueza de Putin para proteger e reconstruir a Ucrânia.
    LER MAIS
    Dia da Europa
  • Parlamento Europeu
  • Dia da Europa

    Terça-feira, 10 de Maio de 2022
    No Dia da Europa, o eurodeputado Francisco Guerreiro participou em várias atividades alusivas a este dia, em Portugal.
    LER MAIS
    Eurodeputados solicitam a presença de Taiwan na próxima Assembleia Mundial da Saúde
  • Covid-19
  • Saúde
  • Verdes/ALE
  • Eurodeputados solicitam a presença de Taiwan na próxima Assembleia Mundial da Saúde

    Quinta-feira, 05 de Maio de 2022
    Quinze eurodeputados dos Verdes/Aliança Livre Europeia assinaram uma carta a solicitar a participação de Taiwan na 75ª Assembleia Mundial da Saúde.
    LER MAIS
    Act 4 animals: Francisco Guerreiro e Jane Goodall em evento
  • Animais
  • Act 4 animals: Francisco Guerreiro e Jane Goodall em evento

    Segunda-feira, 25 de Abril de 2022
    O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/Aliança Livre Europeia) participou no simpósio 'The Evolution of Food: Towards Animal-free and Sustainable Technology'.
    LER MAIS
    Ucrânia: Parlamento Português recebe Presidente Zelensky
  • Guerra na Europa
  • Ucrânia: Parlamento Português recebe Presidente Zelensky

    Quinta-feira, 21 de Abril de 2022
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos convidados da sessão solene na Assembleia da República em Portugal em que foi recebido o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?