Eurodeputados pedem à Presidência Portuguesa e Comissão que rejeitem censura aos produtos de origem vegetal

Eurodeputados pedem à Presidência Portuguesa e Comissão que rejeitem censura aos produtos de origem vegetal

  • Terça-feira, 30 de Março de 2021

  •      A+  A-

Bruxelas, 30 de março de 2021 – O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) liderou um apelo à Comissão Europeia (CE) e à Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia (PPUE) para que rejeitem a controversa emenda n°171 que poderá vir a alterar a comercialização de alimentos de origem vegetal na União Europeia (UE).

No contexto do decorrer dos trílogos entre a CE, o Conselho da União Europeia e o Parlamento Europeu (PE) sobre a Política Agrícola Comum (PAC), Francisco Guerreiro juntou mais de trinta eurodeputados provenientes de diferentes grupos políticos para que estas duas instituições abandonem a emenda n°171 do relatório que estabelece a organização comum dos mercados dos produtos agrícolas, inicialmente proposta pelo grupo parlamentar dos Sociais Democratas (S&D).

A carta defende que um dos principais promotores da emenda 171 é a indústria da pecuária lacticínia que, de acordo com os eurodeputados, agora assiste à crescente preferência dos consumidores pelas alternativas de origem vegetal. "O consumidor, felizmente, tem vindo a procurar fazer escolhas mais sustentáveis e que não impliquem sofrimento de animais – e isto tem resultado na troca do leite pelas alternativas vegetais. A UE tem o dever de deixar os consumidores fazerem as suas escolhas de forma informada, não sendo, de todo, aceitável que escolha interferir e fazer proibições descabidas só porque um dos setores mais rentáveis se vê aflito. Isto é a seleção natural, não da natureza, mas dos consumidores - e deve ser respeitada", explica Francisco Guerreiro.

De um modo geral, a emenda 171 pretende proibir qualquer possível referência aos lacticínios nas embalagens dos produtos de origem vegetal, mesmo que de caráter indireto e informativo. Por exemplo, poderá proibir que se compare a pegada ambiental da indústria do leite com a da alternativa vegetal; proibir que se indique que um produto vegetal é 'adequado para intolerantes a lacticínios'; proibir que se informe o(a) consumidor(a) sobre a natureza de um produto com os termo 'este produto não contém lacticínios'; proibir que se indique que o produto é de consistência 'cremosa' ou 'amanteigada'; proibir que se utilize o formato de embalagem tipicamente associado a produtos lácteos; ou até proibir que as alternativas vegetais utilizem nos seus rótulos as imagens dos seus próprios produtos por se poderem assemelhar às de um lacticínios (por exemplo, uma bebida vegetal branca a ser vertida para dentro de uma taça).

A carta refere que a proposta tem origem numa observação informal e incorreta das motivações por trás das escolhas dos consumidores, pensando estar a comprar um produto lácteo. No entanto, vários estudos recentes confirmam que as atuais práticas de rotulagem de produtos de base vegetal não confundem os consumidores e que, por exemplo, mais de 95% dos consumidores portugueses entendem que uma 'alternativa vegetal ao queijo ou ao iogurte' é, realmente, um produto à base de plantas.

Os eurodeputados subscritores relembram, ainda, que a emenda 171 não pretende proibir que se utilize as designações 'leite/iogurte/queijo vegetal' para fazer referência a produtos vegetais, pois estas designações já se encontram protegidas pela atual legislação, seguida também pela indústria dos produtos de origem vegetal.

“Estamos preocupados com o facto de a emenda 171 ter sido aprovada [pelo Parlamento] também com base num mal-entendido sobre suas implicações legais, e agora tememos que prevaleça da mesma forma durante os trílogos. A emenda 171 não é uma simples codificação das regras existentes. Em vez disso, esta estenderia drasticamente as restrições já existentes em relação ao uso das designações protegidas de laticínios, introduzindo novas proibições contra qualquer uso direto e indireto ou evocação puramente informativos desses termos ou conceitos”, escrevem os eurodeputados.

A referida emenda despertou contestação por parte de cidadãos e organizações não governamentais (ONG), nomeadamente, através de campanhas de sensibilização nas redes sociais com os hashtags #StopPlantBasedCensorship e #StopAM171, e até mesmo de uma petição online (www.stopamd171.com). 

O apelo por carta foi remetido hoje ao Comissário europeu Janusz Wojciechowski e à Ministra da Agricultura Maria do Céu Antunes.

 

Lê a carta abaixo. 

Leia o documento em formato PDF

Partilhar artigo

Mais sobre Política Agrícola Comum

Assembleia Anual do Eurogrupo para os Animais: balanço de Francisco Guerreiro
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Animais
  • Assembleia Anual do Eurogrupo para os Animais: balanço de Francisco Guerreiro

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/ALE participou hoje na Assembleia Anual do Eurogrupo para os Animais durante a qual fez um balanço das melhorias logradas em matéria de bem-estar animal.
    LER MAIS
    SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos
  • Geral
  • SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos oradores da conferência da SAFE "Dual Food Quality: Empowering Consumer Organizations".
    LER MAIS
    PAC: Acordo está muito aquém das metas do Pacto Ecológico Europeu
  • Geral
  • PAC: Acordo está muito aquém das metas do Pacto Ecológico Europeu

    Sexta-feira, 25 de Junho de 2021
    Terminaram hoje as negociações sobre a Política Agrícola Comum (PAC) para os anos de 2023 a 2027. O acordo entre os representantes do Parlamento Europeu, do Conselho da União Europeia e da Comissão Europeia está muito aquém das promessas do Pacto Ecológico Europeu em usar menos pesticidas, proteger o meio ambiente, o clima e a biodiversidade e promover a agricultura biológica.
    LER MAIS
    A Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030: Parlamento europeu envia sinal forte à Comissão e Estados-Membros
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • A Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030: Parlamento europeu envia sinal forte à Comissão e Estados-Membros

    Quarta-feira, 09 de Junho de 2021
    A Comissão Europeia (CE) publicou a "Estratégia de biodiversidade da UE para 2030 - Trazer a natureza de volta às nossas vidas" em maio de 2020, com a ambição de colocar a biodiversidade na via da recuperação até 2030, o que o eurodeputado Francisco Guerreiro e o grupo que integra, Verdes/ALE, saúdam.
    LER MAIS
    Webinar: A Alimentação que Queremos
  • Geral
  • Webinar: A Alimentação que Queremos

    Terça-feira, 13 de Abril de 2021
    Francisco Guerreiro participou no webinar "A Alimentação que Queremos" promovido pela Fundação Fé e Cooperação, na qualidade de Vice-Presidente da Comissão de Agricultura.
    LER MAIS
    Europa Verde: Promover a UE como líder em ação climática
  • Acordos comerciais
  • Alterações Climáticas
  • Presidência do Conselho da UE
  • Europa Verde: Promover a UE como líder em ação climática

    Terça-feira, 13 de Abril de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro parrticipou hoje num ciclo de conversas online da Global Shapers Lisbon sobre a Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia (PPUE) cujo tema foi "Europa Verde: Promover a UE como líder em ação climática".
    LER MAIS
    Desafios e Oportunidades da Nova PAC para Portugal
  • Geral
  • Desafios e Oportunidades da Nova PAC para Portugal

    Segunda-feira, 29 de Março de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) esteve hoje, a convite do jornal Vida Económica, a debater o futuro da Política Agrícola Comum (PAC), com a Ministra da Agricultura, a Confederação Agrícola Portuguesa (CAP), a Confederação das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal (CONFRAGI) e a Confederação Nacional da Agricultura (CNA)
    LER MAIS
    PAC/Orçamento Europeu: Para onde vai o dinheiro da comunidade
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Verdes/ALE
  • PAC/Orçamento Europeu: Para onde vai o dinheiro da comunidade

    Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
    Enquanto as instituições europeias negociam a Política Agrícola Comum para os anos 2021-27, o grupo dos Verdes/ALE, por iniciativa dos seus membros da Comissão do Controlo Orçamental, publica um relatório sobre os abusos relativos à utilização de fundos da Política Agrícola Comum na Europa Oriental.
    LER MAIS
    Guerreiro quer que a Presidência Portuguesa termine com o financiamento à pecuária intensiva
  • Geral
  • Guerreiro quer que a Presidência Portuguesa termine com o financiamento à pecuária intensiva

    Terça-feira, 26 de Janeiro de 2021
    O eurodeputado questionou a Ministra da Agricultura de Portugal sobre sobre as prioridades da Presidência Portuguesa da União Europeia, nomeadamente, sobre a sustentabilidade do sistema agrícola europeu e as emissões no sector da pecuária.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro pede à Presidência Portuguesa mais ambição ambiental
  • Sessão Plenária
  • Francisco Guerreiro pede à Presidência Portuguesa mais ambição ambiental

    Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2021
    Eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia pediu mais ambição relativamente à reforma da Política Agrícola Comum, hoje, no debate sobre as prioridades da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?