Pergunta à Comissão Europeia: «Foie Gras» na UE (II)

Pergunta à Comissão Europeia: «Foie Gras» na UE (II)

  • Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2020

  •      A+  A-

Veja aqui a pergunta do Francisco Guerreiro à Comissão Europeia e respetiva resposta sobre a produção de «Foie Gras» na UE (segunda parte).

Assunto: «Foie Gras» na UE (II) 

De acordo com informação disponibilizada pela DG AGRI, as importações de fígados engordados e congelados da Ucrânia para a UE aumentaram de cerca de 1 tonelada em 2014 para cerca de 50 toneladas em 2018. Isto traduz-se em quase o dobro do total de produção de «foie gras» da Bélgica.

De forma a poderem ser considerados «foie gras», estes fígados devem atingir um peso mínimo (definido no artigo 1.º, ponto 3 do Regulamento n.º 543/2008) e, por isso, os animais têm de ser forçados a comer, pois tais pesos não se obteriam de forma natural. 

Como a Comissão sabe, esta prática é ilegal em 23 Estados-Membros, cumprindo os requerimentos de bem-estar animal da Diretiva 58/98.

1. Para que Estados-Membros têm sido importados tais fígados engordados e congelados e para que fim? 

2. Como podem os consumidores reconhecer que tais fígados foram produzidos dentro do território da UE? 

3. Será a categoria dos fígados engordados e congelados («frozen fatty livers») a única utilizada para importar para a UE fígados de animais que foram forçados a comer?

 

Resposta escrita

 

A Comissão confirma que as importações de fígados gordos congelados de ganso da Ucrânia para a UE variaram entre 1 tonelada em 2014 e 56 toneladas em 2018. De acordo com os últimos dados comerciais disponíveis relativos a 2019 (para o período de janeiro a novembro), essas importações diminuíram para 21 toneladas.

Durante o período de 2014 a 2019, essas importações destinaram-se principalmente aos Países Baixos (86 % do total das quantidades importadas) e à Hungria (10 %), com quantidades limitadas importadas para a Eslováquia, para a Estónia e para a França. Não estão disponíveis informações sobre a utilização final desses produtos importados. 

Ao contrário da carne de aves de capoeira, cuja rotulagem de origem é obrigatória nos termos do Regulamento de Execução (UE) n.° 1337/2013(1), as miudezas não são abrangidas por esta obrigação. No entanto, a rotulagem de origem a título voluntário é possível em conformidade com o Regulamento (UE) n.° 1169/2011.

Os fígados gordos congelados são importados sob o código da Nomenclatura Combinada (NC) 0207.55.93, quando de gansos, e sob o código NC 0207.45.93, quando de patos. Dois outros códigos NC abrangem os fígados gordos frescos ou refrigerados: 0207.43.00, quando de patos, e 0207.53.00, quando de gansos. De acordo com as estatísticas comerciais disponíveis, o único tipo de fígado gordo importado para a UE é de gansos e congelado. 

(1) Regulamento de Execução (UE) n.° 1337/2013 da Comissão, de 13 de dezembro de 2013, que estabelece as regras de execução do Regulamento (UE) n.° 1169/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito à indicação do país de origem ou do local de proveniência da carne fresca, refrigerada e congelada de suíno, de ovino, de caprino e de aves de capoeira

https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/?qid=1580063033074&uri=CELEX:32013R1337


Partilhar artigo

A ler também...

Francisco Guerreiro questiona Ministra da Agricultura portuguesa sobre transporte de animais
  • Animais
  • Presidência do Conselho da UE
  • Francisco Guerreiro questiona Ministra da Agricultura portuguesa sobre transporte de animais

    Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) questionou ontem a Ministra da Agricultura de Portugal, Maria do Céu Antunes, sobre o compromisso da Presidência Portuguesa no Conselho da União Europeia (PPUE) no que diz respeito ao bem-estar dos animais durante o Transporte.
    LER MAIS
    Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos
  • Animais
  • Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Membros do intergrupo para o Bem-Estar Animal do Parlamento Europeu alertaram para falhas por parte das autoridades espanholas no respeito das medidas para o bem-estar animal nas embarcações Elbeik e Karim Allah.
    LER MAIS
    Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro votou hoje contra o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA) que foi aprovado pela Comissão das Pescas (PECH).
    LER MAIS
    Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Hoje, na Comissão das Pescas (PECH), Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) votou a favor deste importante relatório de iniciativa (INI) sobre o impacto do lixo marinho nas pescas. Este relatório, para o qual o eurodeputado foi relator-sombra, deve ser aprovado, mais tarde, em Sessão Plenária no Parlamento Europeu.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI
  • Rendimento Básico Incondicional
  • Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI

    Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro, Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE), incentivou hoje a instituição europeia do Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o Rendimento Básico Incondicional (RBI).
    LER MAIS
    Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva
  • Ambiente
  • Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva

    Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro pede à UNESCO que impeça a intenção de pavimentar quase 10 quilómetros na floresta Laurissilva.
    LER MAIS
    Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol
  • Igualdade de género
  • Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol

    Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2021
    Vários eurodeputados expressaram uma forte preocupação com a realização do Campeonato Mundial de Futebol de 2022 no Qatar, nomeadamente, devido às restrições aos direitos das mulheres aplicadas neste país.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro e 64 outros eurodeputados apelam à suspensão do Acordo comercial com o Mercosul
  • Acordos comerciais
  • Francisco Guerreiro e 64 outros eurodeputados apelam à suspensão do Acordo comercial com o Mercosul

    Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro reuniu outros 64 eurodeputados para pedir a suspensão do Acordo Comercial com o Mercosul durante a Presidência Portuguesa da União Europeia.
    LER MAIS
    Guerreiro quer impedir uso enganoso do termo 'natural' em produtos alimentares
  • Saúde
  • Guerreiro quer impedir uso enganoso do termo 'natural' em produtos alimentares

    Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021
    Sob iniciativa do eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE), Membros do Parlamento Europeu querem acabar com o uso indevido da palavra ‘natural’ em produtos alimentares, pedindo à Comissão Europeia (CE) que a legislação alimentar da União Europeia defina o que pode ser considerado como um alimento ‘natural’.
    LER MAIS
    Verdes apelam ao acesso global e equitativo das vacinas da Covid-19
  • Covid-19
  • Saúde
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Verdes apelam ao acesso global e equitativo das vacinas da Covid-19

    Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021
    O Grupo Parlamentar Verdes/ALE pede um acesso global e equitativo à vacina da Covid-19, um aumento massivo e apoio governamental para a sua produção, uma estratégia de contenção europeia, levantamento temporário de direitos de patentes, divulgação de contratos com fabricantes de vacinas e sistemas europeus procedimentos abrangentes para testar as mutações do vírus. Tudo com carácter de urgência.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?