Pergunta à Comissão: Eficácia dos equipamentos de atordoamento para peixes

Pergunta à Comissão: Eficácia dos equipamentos de atordoamento para peixes

  • Segunda-feira, 06 de Janeiro de 2020

  •      A+  A-

Assunto: Eficácia dos equipamentos de atordoamento para peixes 

No seu relatório de março de 2018 ao Parlamento Europeu e ao Conselho sobre a possibilidade de introduzir certos requisitos no que se refere à proteção dos peixes no momento da occisão (COM (2018) 87 final), a Comissão identificou que muitos dos dispositivos de atordoamento usados comummente não foram desenvolvidos em conjunto com institutos de investigação.

O relatório identifica que a sua eficácia é, portanto, desconhecida e que não se sabe se os padrões de bem-estar animal da OIE estão a ser cumpridos nestes casos. Visitas de estudo demonstraram que estes dispositivos levam muito mais tempo para o peixe ficar inconsciente do que o 1 segundo exigido pelos padrões da OIE e confirmado pelas opiniões científicas da EFSA. 

À luz disto, poderia a Comissão explicar:

1. Que medidas foram tomadas para verificar a eficácia destes dispositivos atordoantes? 

2. Que medidas tomou a Comissão para envolver os investigadores nesta área e apoiar os aquicultores na adoção de equipamentos de atordoamento eficazes? 

3. Como tenciona a Comissão melhorar o desenvolvimento de dispositivos de atordoamento eficazes e os meios para a sua avaliação no futuro?

 

Resposta escrita 

Apesar de o setor da pesca ser o principal responsável pelo desenvolvimento de dispositivos de atordoamento, a UE também financiou alguns projetos de investigação sobre o atordoamento de peixes de viveiro, tais como o MAXIMUS(1) e o ICE2LAST(2).

As autoridades competentes continuam a ser responsáveis por verificar se os peixes são poupados a toda a dor, aflição ou sofrimento evitáveis durante a occisão e operações complementares(3). 

Neste contexto, a Comissão considera que os Estados-Membros dispõem de informações técnicas(4) e científicas(5) suficientes para desenvolver normas nacionais exaustivas em matéria de proteção dos peixes no momento da occisão.

Em 2019, a Comissão deu início a uma avaliação da estratégia da UE para o bem-estar dos animais de 2012-2015(6). Prevê-se que a avaliação esteja concluída no final de 2020. Paralelamente, no contexto do Pacto Ecológico Europeu(7), a Comissão tenciona apresentar uma estratégia «do prado ao prato» na primavera de 2020, que terá igualmente em conta o bem-estar dos animais. Além disso, a revisão das orientações estratégicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura da UE, a adotar no outono de 2020, contemplará igualmente os problemas em matéria de bem-estar dos peixes. 

A avaliação da estratégia da UE para o bem-estar dos animais, a estratégia «do prado ao prato» e a revisão das orientações estratégicas para o desenvolvimento sustentável da aquicultura da UE contribuirão para a conceção de atividades futuras no domínio do bem-estar dos animais.

 

(1)       https://cordis.europa.eu/project/rcn/101647/factsheet/en

(2)       https://www.fabiodisconzi.com/open-h2020/projects/205129/index.html

(3)       Artigo 3.° do Regulamento (CE) n.° 1099/2009 relativo à proteção dos animais no momento da occisão (JO L 303 de 18.11.2009, p. 1).

(4)       Capítulo 7.3 do Código Sanitário para os Animais Aquáticos da OIE. Aspetos de bem-estar relativos ao atordoamento e à occisão de peixes de viveiro para consumo humano.

(5)       Pareceres científicos da EFSA sobre o atordoamento das principais espécies de peixes:

https://www.efsa.europa.eu/en/topics/topic/fish-welfare

(6)       (COM(2012)0006) final.

(7)       (COM(2019) 640) final.


Partilhar artigo

A ler também...

Guerreiro discute ecologia no turismo e restauração com alunos de Penacova
  • Ambiente
  • Turismo
  • Guerreiro discute ecologia no turismo e restauração com alunos de Penacova

    Terça-feira, 02 de Março de 2021
    A importância da Ecologia no Turismo e Restauração foi o tema que motivou a conversa entre o eurodeputado Francisco Guerreiro (verdes/ALE) e alunos do 11º ano, da Escola Profissional Beira Aguieira, em Penacova, oriundos de PALOPS.
    LER MAIS
    Eurodeputados exortam governo brasileiro a agir contra a deflorestação da Amazónia
  • Alterações Climáticas
  • Ambiente
  • Eurodeputados exortam governo brasileiro a agir contra a deflorestação da Amazónia

    Segunda-feira, 01 de Março de 2021
    Membros do Parlamento Europeu apelaram hoje ao Governo e ao Congresso brasileiro que leve a cabo acções contra a desflorestação da Amazónia, uma iniciativa que decorreu por iniciativa do eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) e da Organização Não-Governamental Humanium.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro questiona Ministra da Agricultura portuguesa sobre transporte de animais
  • Animais
  • Presidência do Conselho da UE
  • Francisco Guerreiro questiona Ministra da Agricultura portuguesa sobre transporte de animais

    Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) questionou ontem a Ministra da Agricultura de Portugal, Maria do Céu Antunes, sobre o compromisso da Presidência Portuguesa no Conselho da União Europeia (PPUE) no que diz respeito ao bem-estar dos animais durante o Transporte.
    LER MAIS
    PAC/Orçamento Europeu: Para onde vai o dinheiro da comunidade
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Política Agrícola Comum
  • Verdes/ALE
  • PAC/Orçamento Europeu: Para onde vai o dinheiro da comunidade

    Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
    Enquanto as instituições europeias negociam a Política Agrícola Comum para os anos 2021-27, o grupo dos Verdes/ALE, por iniciativa dos seus membros da Comissão do Controlo Orçamental, publica um relatório sobre os abusos relativos à utilização de fundos da Política Agrícola Comum na Europa Oriental.
    LER MAIS
    Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos
  • Animais
  • Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Membros do intergrupo para o Bem-Estar Animal do Parlamento Europeu alertaram para falhas por parte das autoridades espanholas no respeito das medidas para o bem-estar animal nas embarcações Elbeik e Karim Allah.
    LER MAIS
    Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro votou hoje contra o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA) que foi aprovado pela Comissão das Pescas (PECH).
    LER MAIS
    Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Hoje, na Comissão das Pescas (PECH), Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) votou a favor deste importante relatório de iniciativa (INI) sobre o impacto do lixo marinho nas pescas. Este relatório, para o qual o eurodeputado foi relator-sombra, deve ser aprovado, mais tarde, em Sessão Plenária no Parlamento Europeu.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI
  • Rendimento Básico Incondicional
  • Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI

    Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro, Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE), incentivou hoje a instituição europeia do Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o Rendimento Básico Incondicional (RBI).
    LER MAIS
    Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva
  • Ambiente
  • Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva

    Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro pede à UNESCO que impeça a intenção de pavimentar quase 10 quilómetros na floresta Laurissilva.
    LER MAIS
    Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol
  • Igualdade de género
  • Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol

    Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2021
    Vários eurodeputados expressaram uma forte preocupação com a realização do Campeonato Mundial de Futebol de 2022 no Qatar, nomeadamente, devido às restrições aos direitos das mulheres aplicadas neste país.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?