Pergunta à CE: Métodos alternativos aos ensaios em animais – recursos orçamentais anuais afetados

Pergunta à CE: Métodos alternativos aos ensaios em animais – recursos orçamentais anuais afetados

  • Terça-feira, 28 de Julho de 2020

  •      A+  A-

Veja aqui a pergunta de Francisco Guerreiro à Comissão Europeia e respetiva resposta sobre os métodos alternativos aos ensaios em animais e recursos orçamentais anuais afetados.

Assunto: Métodos alternativos aos ensaios em animais – recursos orçamentais anuais afetados 

O desenvolvimento de métodos alternativos à utilização de animais em ensaios regulamentares é um objetivo político e jurídico declarado da União Europeia.

O artigo 4.º da Diretiva relativa à proteção dos animais utilizados para fins científicos (Diretiva 2010/63/UE) confere valor jurídico ao princípio de substituição, redução e refinamento.

Em consonância com este objetivo político, o desenvolvimento e a validação de métodos alternativos sem recurso a animais são apoiados pelo trabalho do Centro Comum de Investigação da Comissão (DG-JRC) e do seu laboratório de referência da UE, o Centro Europeu de Validação de Métodos Alternativos (EURL-ECVAM), pelo programa Horizonte 2020, trabalhando com a indústria através da parceria europeia para métodos alternativos aos ensaios em animais (EPAA), e pela Agência Europeia dos Produtos Químicos (ECHA). 

1. À luz destes objetivos, pode a Comissão indicar o nível total de recursos orçamentais anuais afetados ao cumprimento deste objetivo político no exercício orçamental de 2019? 

2. Juntamente com o valor global, poderia a Comissão indicar o montante afetado a cada uma das áreas operacionais: JRC, EURL-ECVAM, EPAA e ECHA?

 

Resposta escrita

 

O orçamento médio anual para este objetivo político está estimado em 45 milhões de EUR(1), incluindo:

— Os projetos de investigação da UE sobre alternativas, estimados para a totalidade de um programa-quadro; no programa Horizonte 2020 (2014-2020), esse valor é superior a 40 milhões de EUR por ano; 

— O orçamento anual do Centro Comum de Investigação (JRC) e do Laboratório de Referência da União Europeia para as Alternativas aos Ensaios em Animais (EURL ECVAM), aproximadamente cinco milhões de EUR em 2019 e 2020. 

O EURL ECVAM participa em atividades de investigação e desenvolvimento, realiza e coordena estudos de validação, e facilita a aceitação regulamentar e a adoção internacional de alternativas, incluindo a sua promoção e divulgação. 

A Agência Europeia dos Produtos Químicos (ECHA) não tem um orçamento diretamente associado a alternativas, mas contribui para as orientações da Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económicos (OCDE) com relevância regulamentar em matéria de ensaios e fornece orientações sobre como evitar a experimentação desnecessária em animais.

O orçamento para projetos e seminários organizados pela Parceria Europeia sobre Métodos Alternativos aos Ensaios em Animais ( EPAA) é assegurado pelos membros desta que pertencem ao setor. Peritos de renome em matéria de métodos alternativos dão a sua contribuição científica, ao passo que a Comissão disponibiliza peritos e fundos e organiza reuniões periódicas e a conferência anual. 

Para além dos valores mencionados, com um orçamento de um milhão de EUR, há também um projeto-piloto intitulado «Promoção de alternativas aos ensaios em animais» que desenvolve módulos de formação de aprendizagem em linha para que os utilizadores de animais apliquem a substituição, a redução e o aperfeiçoamento da utilização de animais, assim como as melhores práticas em matéria de métodos alternativos. São também desenvolvidos instrumentos educativos para escolas secundárias, universidades e cientistas em início de carreira. O projeto ficará concluído até ao final de 2020. 

Para mais informações sobre as atividades relevantes, consultar os relatórios do EURL-ECVAM(2), da EPAA(3) e da ECHA(4).

 

(1)       A Comissão gostaria de sublinhar que várias outras ações e tarefas, como as realizadas pela EMA, pela EFSA e por vários serviços da Comissão Europeia, contribuem também para o desenvolvimento e a promoção de alternativas aos ensaios em animais.

(2)       Relatório de situação do EURL-ECVAM de 2019:

https://ec.europa.eu/jrc/en/publication/eur-scientific-and-technical-research-reports/eurl-ecvam-status-report-development-validation-and-regulatory-acceptance-alternative-4

(3)       Relatório anual da EPAA de 2019:

https://ec.europa.eu/docsroom/documents/38804

(4)       Relatório da ECHA sobre a utilização de alternativas (quarto relatório nos termos do artigo 117.°, n.° 3, do Regulamento REACH):

https://echa.europa.eu/documents/10162/13639/alternatives_test_animals_2020_en.pdf/b9af7cf7-4ce0-f3a1-1bcb-8de3fd84a1fb


Partilhar artigo

A ler também...

1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu
  • Ambiente
  • Direitos Sociais
  • Lei do Clima
  • Política Agrícola Comum
  • Verdes/ALE
  • 1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu

    Quarta-feira, 28 de Julho de 2021
    O último ano do deputado Francisco Guerreiro como membro independente do Parlamento Europeu ficou marcado pelo trabalho em volta da Política Agrícola Comum, do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura e da Lei do Clima.
    LER MAIS
    Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores
  • Ambiente
  • Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores

    Segunda-feira, 12 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Verde Europeia (Verdes/ALE), Francisco Guerreiro, questionou a Comissão Europeia (CE) sobre o financiamento europeu da construção de uma incineradora na ilha de São Miguel, Açores.
    LER MAIS
    PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos
  • Animais
  • PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos

    Sexta-feira, 09 de Julho de 2021
    Foi descartada, esta semana, uma emenda introduzida pelo eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) e Vice-Presidente da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (AGRI), Francisco Guerreiro, sobre a tauromaquia.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF

    Quinta-feira, 08 de Julho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos participantes do ciclo de debates da Associação Natureza Portugal em colaboração com a World Wide Fund For Nature (ANPIWWF).
    LER MAIS
    Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE

    Quarta-feira, 07 de Julho de 2021
    O Parlamento Europeu aprovou hoje o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA). Enquanto relator-sombra pelo Grupo dos Verdes/ALE, o eurodeputado Francisco Guerreiro introduziu uma emenda para a rejeição do acordo, porém, a mesma foi chumbada por 516 votos contra e apenas 143 a favor.
    LER MAIS
    Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais
  • Animais
  • Verdes/ALE
  • Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais

    Quinta-feira, 01 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia presidiu hoje a reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais sobre o ‘Relatório de Implementação sobre Bem-Estar dos Animais de Criação’ pelo qual é também relator-sombra.
    LER MAIS
    Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027
  • Animais
  • Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    A Comissão Europeia (CE) comprometeu-se hoje a eliminar gradualmente as jaulas na pecuária, em toda a União Europeia (UE), estudando a possibilidade de a proibição entrar em vigor em 2027. A proposta legislativa vai ser apresentada até ao fim de 2023, juntamente com a revisão da legislação de bem-estar animal, já prometida na estratégia política alimentar da UE, a Estratégia ‘Do Prado ao Prato’.
    LER MAIS
    Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa
  • Presidência do Conselho da UE
  • Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    Esta quarta-feira, dia 30 de junho, termina o semestre português na Presidência do Conselho da União Europeia. Apesar de alguns pontos positivos, nomeadamente em matérias orçamentais e de transparência fiscal (e.g. acordo sobre a Diretiva de Divulgação Pública de Informações por País) houve um fracasso generalizado no que concerne a matérias climáticas e no panorama internacional, nomeadamente no relacionamento com a China e com os países do Mercosul.
    LER MAIS
    Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro participou hoje na conferência 'Capacitar Organizações de Consumidores: Rumo a uma abordagem harmonizada para lidar com a dupla qualidade em produtos alimentícios' (ECO, na sua sigla em inglês) na qual falou do combate à dupla qualidade alimentar, na União Europeia.
    LER MAIS
    SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos
  • Política Agrícola Comum
  • SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos oradores da conferência da SAFE "Dual Food Quality: Empowering Consumer Organizations".
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?