Pergunta à CE: Estratégia da UE de resposta a ameaças à saúde transfronteiriças e a sua atualização

Pergunta à CE: Estratégia da UE de resposta a ameaças à saúde transfronteiriças e a sua atualização

  • Segunda-feira, 23 de Março de 2020

  •      A+  A-

Veja aqui a pergunta do Francisco Guerreiro à Comissão Europeia e respetiva resposta sobre a estratégia da União Europeia (UE) em responder a ameaças à saúde transfronteiriças e a sua atualização.

Assunto: Estratégia da UE de resposta a ameaças à saúde transfronteiriças e a sua atualização

 

Em dezembro de 2016, o Tribunal de Contas Europeu (TCE) publicou um relatório (n.º 28/2016) que indica que a UE deveria fazer mais para proteger os cidadãos de pandemias e outras ameaças à saúde transfronteiriças. 

O relatório destacou que o planeamento da UE para combate de doenças tem várias fraquezas. Para além de um atraso na implementação e desenvolvimento da Decisão da UE relativa às ameaças sanitárias transfronteiriças graves (2013), foi também denotada a ausência de uma estratégia comunitária para dar resposta a eventuais carências urgentes de vacinas e a outras contramedidas médicas. O relatório indica que o sistema de alerta e resposta da UE deveria ser atualizado e que as últimas atualizações feitas aos procedimentos de resposta a ameaças químicas e ambientais ainda não tinham sido testadas. O TCE apurou também que há falta de coordenação interna entre os vários programas e serviços da Comissão e que o sistema de gestão de crises deveria ser revisto. 

1. Que recomendações do TCE implementou a Comissão e como? 

2. De que forma procurou a Comissão aumentar a cooperação UE - Estados‑Membros nestas matérias? 

3. Que verbas foram alocadas para a implementação destas recomendações e que programas/serviços serão financiados pelo QFP 2021-2027?

 

Resposta escrita

A Comissão aplicou as recomendações do Tribunal de Contas Europeu e acelerou o desenvolvimento das inovações introduzidas pela decisão relativa às ameaças sanitárias transfronteiriças graves(1). Nomeadamente, a Comissão, em colaboração com o Comité de Segurança da Saúde (CSS) (que envolve os Estados-Membros, o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças e a Organização Mundial da Saúde), elaborou um roteiro estratégico para o CSS e um plano de ação técnico sobre a preparação e a aplicação do Regulamento Sanitário Internacional(2). Os progressos incluíram a reformulação do Sistema de Alerta Rápido e de Resposta, a melhoria do Centro de Gestão de Situações de Crise no Domínio Sanitário, da Comissão, para a gestão de crises graves com o Centro de Coordenação de Resposta de Emergência e o sistema ARGUS, e o desenvolvimento de procedimentos operacionais normalizados, ações de formação e exercícios com os Estados-Membros. 

O acordo de contratação pública conjunta, assinado por todos os Estados-Membros e outros países europeus, permite que os países participantes e a Comissão adquiram em conjunto contramedidas médicas . Em resposta ao surto de COVID-19, a Comissão lançou concursos públicos conjuntos para a aquisição de equipamento de proteção individual, ventiladores e equipamento de laboratório e criou uma reserva rescEU de equipamento médico crítico com um orçamento de 380 milhões de euros. 

Além disso, a Comissão apoiou os esforços dos Estados-Membros para o reforço da segurança sanitária, com mais de 50 milhões de euros ao abrigo do Programa de Saúde, nomeadamente através de ações conjuntas. A Comissão propôs um novo programa de saúde EU4Health (UE pela Saúde) para o período 2021-2027, com um orçamento de 9,4 mil milhões de euros, que irá contribuir para a recuperação pós-COVID-19 e assegurar que os sistemas de saúde sejam mais resistentes para enfrentar futuras ameaças para a saúde.

 

(1)       https://eur-lex.europa.eu/legal-content/en/ALL/?uri=CELEX:32013D1082

(2)       World Health Organization, International Health Regulations (IHR 2005)

https://www.who.int/ihr/publications/9789241596664/en/


Partilhar artigo

A ler também...

Francisco Guerreiro questiona Ministra da Agricultura portuguesa sobre transporte de animais
  • Animais
  • Presidência do Conselho da UE
  • Francisco Guerreiro questiona Ministra da Agricultura portuguesa sobre transporte de animais

    Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) questionou ontem a Ministra da Agricultura de Portugal, Maria do Céu Antunes, sobre o compromisso da Presidência Portuguesa no Conselho da União Europeia (PPUE) no que diz respeito ao bem-estar dos animais durante o Transporte.
    LER MAIS
    Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos
  • Animais
  • Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Membros do intergrupo para o Bem-Estar Animal do Parlamento Europeu alertaram para falhas por parte das autoridades espanholas no respeito das medidas para o bem-estar animal nas embarcações Elbeik e Karim Allah.
    LER MAIS
    Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro votou hoje contra o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA) que foi aprovado pela Comissão das Pescas (PECH).
    LER MAIS
    Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Hoje, na Comissão das Pescas (PECH), Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) votou a favor deste importante relatório de iniciativa (INI) sobre o impacto do lixo marinho nas pescas. Este relatório, para o qual o eurodeputado foi relator-sombra, deve ser aprovado, mais tarde, em Sessão Plenária no Parlamento Europeu.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI
  • Rendimento Básico Incondicional
  • Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI

    Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro, Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE), incentivou hoje a instituição europeia do Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o Rendimento Básico Incondicional (RBI).
    LER MAIS
    Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva
  • Ambiente
  • Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva

    Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro pede à UNESCO que impeça a intenção de pavimentar quase 10 quilómetros na floresta Laurissilva.
    LER MAIS
    Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol
  • Igualdade de género
  • Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol

    Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2021
    Vários eurodeputados expressaram uma forte preocupação com a realização do Campeonato Mundial de Futebol de 2022 no Qatar, nomeadamente, devido às restrições aos direitos das mulheres aplicadas neste país.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro e 64 outros eurodeputados apelam à suspensão do Acordo comercial com o Mercosul
  • Acordos comerciais
  • Francisco Guerreiro e 64 outros eurodeputados apelam à suspensão do Acordo comercial com o Mercosul

    Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro reuniu outros 64 eurodeputados para pedir a suspensão do Acordo Comercial com o Mercosul durante a Presidência Portuguesa da União Europeia.
    LER MAIS
    Guerreiro quer impedir uso enganoso do termo 'natural' em produtos alimentares
  • Saúde
  • Guerreiro quer impedir uso enganoso do termo 'natural' em produtos alimentares

    Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021
    Sob iniciativa do eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE), Membros do Parlamento Europeu querem acabar com o uso indevido da palavra ‘natural’ em produtos alimentares, pedindo à Comissão Europeia (CE) que a legislação alimentar da União Europeia defina o que pode ser considerado como um alimento ‘natural’.
    LER MAIS
    Verdes apelam ao acesso global e equitativo das vacinas da Covid-19
  • Covid-19
  • Saúde
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Verdes apelam ao acesso global e equitativo das vacinas da Covid-19

    Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021
    O Grupo Parlamentar Verdes/ALE pede um acesso global e equitativo à vacina da Covid-19, um aumento massivo e apoio governamental para a sua produção, uma estratégia de contenção europeia, levantamento temporário de direitos de patentes, divulgação de contratos com fabricantes de vacinas e sistemas europeus procedimentos abrangentes para testar as mutações do vírus. Tudo com carácter de urgência.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?