Pergunta à CE: Corte da cauda de suínos – Resposta da Comissão aos problemas de aplicação

Pergunta à CE: Corte da cauda de suínos – Resposta da Comissão aos problemas de aplicação

  • Terça-feira, 17 de Março de 2020

  •      A+  A-

Veja aqui a pergunta do Francisco Guerreiro à Comissão Europeia e respetiva resposta sobre o corte da cauda de suínos.

Assunto: Corte da cauda de suínos – Resposta da Comissão aos problemas de aplicação 

Embora o corte da cauda de suínos seja proibido na UE desde 2003, investigações de ONG revelaram que o setor suinícola da UE não está a cumprir a Diretiva relativa aos suínos, continuando a realizar, de forma generalizada, esta prática dolorosa e desnecessária, muito frequentemente associada ao corte de dentes e à castração.

A mordedura da cauda é uma das respostas naturais dos suínos às condições ambientais inadequadas e geradoras de tensão em que são mantidos antes do abate. A Diretiva relativa aos suínos estipula que esta prática não deve ser efetuada por rotina e exige, por conseguinte, que os criadores tomem medidas para impedir a mordedura da cauda e outros vícios, nomeadamente proporcionando um ambiente adequado e estimulante para os suínos. Só em Portugal, de acordo com o relatório final da auditoria realizada pelos serviços da Comissão em Portugal (DG(SANTE) 2019-6750), as autoridades portuguesas estimam que 65 % dos suínos da produção anual ainda sejam sujeitos, por rotina, ao corte das caudas. 

Dado que não existem orientações relativamente à aplicação e que as sanções não são dissuasoras, conduzindo a uma situação em que os agricultores têm poucos incentivos para melhorar as suas práticas, pergunto: 

Que medidas tenciona a Comissão tomar para garantir o cumprimento rigoroso da Diretiva relativa aos suínos e, mais especificamente, para pôr termo ao corte por rotina da cauda de suínos?

 

Resposta escrita

O bem-estar dos suínos constitui há muitos anos uma das prioridades da Comissão em matéria de bem-estar animal. 

A Comissão adotou uma recomendação(1) para reduzir a necessidade de corte da cauda, acompanhada de um documento de trabalho dos serviços da Comissão(2). A Comissão produziu igualmente materiais informativos para ilustrar a forma de evitar o corte da cauda(3). 

Os serviços da Comissão realizaram reuniões e auditorias(4), solicitaram planos de ação a todos os Estados-Membros e efetuaram um acompanhamento administrativo. Além disso, a Comissão criou uma equipa de trabalho que presta apoio às autoridades nacionais para avaliar a situação nas explorações de suínos e melhorar a comunicação com os intervenientes envolvidos.

Em 2019, a Comissão deu início a uma avaliação da estratégia da UE para a proteção e o bem-estar dos animais 2012-2015(5). Prevê-se que a avaliação esteja concluída no final de 2020. Paralelamente, no contexto do Pacto Ecológico Europeu(6), a Comissão apresentou uma Estratégia do Prado ao Prato(7), que inclui ações relativas ao bem-estar dos animais. A avaliação da estratégia da UE para o bem-estar dos animais e a Estratégia do Prado ao Prato contribuirão para a conceção de atividades futuras consideradas necessárias no domínio do bem-estar dos animais, nomeadamente no que respeita ao bem-estar dos suínos.

 

(1)       Recomendação (UE) 2016/336 da Comissão, de 8 de março de 2016, sobre a execução da Diretiva 2008/120/CE do Conselho relativa às normas mínimas de proteção de suínos no tocante às medidas destinadas a reduzir a necessidade de corte da cauda; C/2016/1345, JO L 62, de 9.3.2016, p. 20.

(2)       Commission Staff Working Document on best practices with a view to the prevention of routine tail-docking and the provision of enrichment materials to pigs SWD(2016) 49 final.

(3)       https://ec.europa.eu/food/animals/welfare/practice/farm/pigs/tail-docking_en

(4)       Ref. 2017-6125 (Netherlands), 2017-6126 (Spain), 2017-6123 (Denmark), 2017-6257 (Italy), 2018-6445 (Germany), 2019-6604 (Hungary), 2019-6749 (Austria), 2019-6750 (Portugal), 2019-6603 (France).

(5)       COM(2012)0006 final.

(6)       COM(2019) 640 final.

(7)       COM(2020) 381 final.


Partilhar artigo

A ler também...

Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos
  • Animais
  • Espanha falha em respeitar medidas de bem-estar animal no transporte de animais vivos

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Membros do intergrupo para o Bem-Estar Animal do Parlamento Europeu alertaram para falhas por parte das autoridades espanholas no respeito das medidas para o bem-estar animal nas embarcações Elbeik e Karim Allah.
    LER MAIS
    Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Novo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas rejeitado pelos Verdes/ALE em PECH

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro votou hoje contra o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA) que foi aprovado pela Comissão das Pescas (PECH).
    LER MAIS
    Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro vota a favor de INI sobre impacto do lixo marinho

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021
    Hoje, na Comissão das Pescas (PECH), Francisco Guerreiro (Verdes/ALE) votou a favor deste importante relatório de iniciativa (INI) sobre o impacto do lixo marinho nas pescas. Este relatório, para o qual o eurodeputado foi relator-sombra, deve ser aprovado, mais tarde, em Sessão Plenária no Parlamento Europeu.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI
  • Rendimento Básico Incondicional
  • Francisco Guerreiro desafia Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o RBI

    Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro, Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE), incentivou hoje a instituição europeia do Comité das Regiões a pronunciar-se sobre o Rendimento Básico Incondicional (RBI).
    LER MAIS
    Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva
  • Ambiente
  • Guerreiro pede à UNESCO que trave destruição da Laurissilva

    Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro pede à UNESCO que impeça a intenção de pavimentar quase 10 quilómetros na floresta Laurissilva.
    LER MAIS
    Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol
  • Igualdade de género
  • Guerreiro pede a Presidente da FIFA que seja garantida a igualdade de género no Mundial de Futebol

    Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2021
    Vários eurodeputados expressaram uma forte preocupação com a realização do Campeonato Mundial de Futebol de 2022 no Qatar, nomeadamente, devido às restrições aos direitos das mulheres aplicadas neste país.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro e 64 outros eurodeputados apelam à suspensão do Acordo comercial com o Mercosul
  • Acordos comerciais
  • Francisco Guerreiro e 64 outros eurodeputados apelam à suspensão do Acordo comercial com o Mercosul

    Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2021
    Francisco Guerreiro reuniu outros 64 eurodeputados para pedir a suspensão do Acordo Comercial com o Mercosul durante a Presidência Portuguesa da União Europeia.
    LER MAIS
    Guerreiro quer impedir uso enganoso do termo 'natural' em produtos alimentares
  • Saúde
  • Guerreiro quer impedir uso enganoso do termo 'natural' em produtos alimentares

    Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021
    Sob iniciativa do eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/ALE), Membros do Parlamento Europeu querem acabar com o uso indevido da palavra ‘natural’ em produtos alimentares, pedindo à Comissão Europeia (CE) que a legislação alimentar da União Europeia defina o que pode ser considerado como um alimento ‘natural’.
    LER MAIS
    Verdes apelam ao acesso global e equitativo das vacinas da Covid-19
  • Covid-19
  • Saúde
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Verdes apelam ao acesso global e equitativo das vacinas da Covid-19

    Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2021
    O Grupo Parlamentar Verdes/ALE pede um acesso global e equitativo à vacina da Covid-19, um aumento massivo e apoio governamental para a sua produção, uma estratégia de contenção europeia, levantamento temporário de direitos de patentes, divulgação de contratos com fabricantes de vacinas e sistemas europeus procedimentos abrangentes para testar as mutações do vírus. Tudo com carácter de urgência.
    LER MAIS
    Fim da exploração de petróleo e gás offshore na UE
  • Ambiente
  • Fim da exploração de petróleo e gás offshore na UE

    Segunda-feira, 08 de Fevereiro de 2021
    Membros do Parlamento Europeu, entre os quais Francisco Guerreiro (Verdes/ALE), exortam a Comissão Europeia a rever da Diretiva de Segurança Offshore, nomeadamente, no sentido de responsabilizar os Estados-Membros por acidentes offshore.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?