Pergunta à CE: Autonomia de Hong Kong e acordo de investimento UE-China

Pergunta à CE: Autonomia de Hong Kong e acordo de investimento UE-China

  • Quinta-feira, 28 de Maio de 2020

  •      A+  A-

Veja aqui a pergunta do Francisco Guerreiro à Comissão Europeia e respetiva resposta sobre a autonomia de Hong Kong e acordo de investimento entre a União Europeia e a China.

Assunto: Autonomia de Hong Kong e acordo de investimento UE-China 

Manifesto a minha profunda preocupação com aprovação unilateral, pelo parlamento chinês, de legislação em matéria de segurança aplicável a Hong Kong. Trata-se de um ataque à autonomia da cidade e da região, ao Estado de direito e às liberdades fundamentais. A integridade do princípio «um país, dois sistemas» está em perigo real. Estou ciente de que o Vice-Presidente da Comissão/Alto Representante sr. Borrell já apelou à República Popular da China para que respeite a autonomia de Hong Kong. Contudo, a pressão política, económica e judicial do regime comunista sobre a região é cada vez mais intolerável. 

Dado que a Comissão está atualmente a negociar um importante acordo de investimento com a China, pergunto o seguinte: 

1. Está a Comissão a utilizar a sua influência económica nestas negociações para instar a China a melhorar as suas normas em matéria de direitos humanos, respeitar a autonomia de Hong Kong e suspender a nova legislação em matéria de segurança? 

2. Irá a Comissão ponderar a suspensão destas negociações se a China não respeitar os seus compromissos internacionais relativamente à Região Administrativa Especial de Hong Kong?

 

Resposta escrita

 

A União Europeia (UE) manifestou-se repetidamente contra a imposição de nova legislação nacional em matéria de segurança a Hong Kong(1). A UE tem grande interesse na continuação da estabilidade e prosperidade de Hong Kong ao abrigo do princípio «um país, dois sistemas», e atribui a maior importância à preservação do elevado grau de autonomia da Região Administrativa Especial de Hong Kong. 

Após o Conselho dos Negócios Estrangeiros de 13 de julho de 2020, o alto representante/vice-presidente propôs uma abordagem global e coordenada da UE em resposta à imposição de legislação nacional em matéria de segurança. A UE adotou conclusões do Conselho em 28 de julho de 2020, que estabelecem um conjunto de medidas coordenadas de resposta a realizar a nível da UE e/ou dos Estados-Membros, no âmbito das respetivas competências. Essas medidas incluem, nomeadamente, a política de asilo, migração, vistos e residência; exportações de equipamento e tecnologias sensíveis específicos para utilização final em Hong Kong; bolsas de estudo e intercâmbios académicos com a participação de estudantes e universidades de Hong Kong; e apoio à sociedade civil. 

Embora a UE continue a manifestar estas preocupações através dos canais adequados, convém recordar que as negociações sobre um acordo global em matéria de investimento visam reagir às dificuldades decorrentes de leis discriminatórias e práticas de distorção que impedem os investidores da UE de aceder e competir no mercado chinês em pé de igualdade com as empresas chinesas e as empresas de outros países. Este acordo é, antes de mais, um instrumento para reequilibrar a abertura do mercado e criar condições equitativas para as empresas da UE que operam na China. Simultaneamente, a UE continua a acompanhar de perto a evolução dos acontecimentos em Hong Kong e está a examinar todas as opções possíveis para atender à situação na região.

 

(1)       Declaração do alto representante, em nome da União Europeia, sobre o anúncio do porta-voz da Assembleia Popular Nacional da China a respeito de Hong Kong: ver:

https://www.consilium.europa.eu/en/press/press-releases/2020/05/22/declaration-by-the-high-representative-on-behalf-of-the-european-union-on-the-announcement-by-china-s-national-people-s-congress-spokesperson-regarding-hong-kong/

Declaração do alto representante, em nome da União Europeia, sobre Hong Kong:

https://www.consilium.europa.eu/en/press/press-releases/2020/05/29/declaration-of-the-high-representative-on-behalf-of-the-european-union-on-hong-kong/

Declaração do alto representante, em nome da União Europeia, sobre a adoção pela Assembleia Popular Nacional da China de legislação em matéria de segurança nacional aplicável em Hong Kong:

https://www.consilium.europa.eu/en/press/press-releases/2020/07/01/declaration-of-the-high-representative-on-behalf-of-the-european-union-on-the-adoption-by-china-s-national-people-s-congress-of-a-national-security-legislation-on-hong-kong/


Partilhar artigo

A ler também...

1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu
  • Ambiente
  • Direitos Sociais
  • Lei do Clima
  • Política Agrícola Comum
  • Verdes/ALE
  • 1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu

    Quarta-feira, 28 de Julho de 2021
    O último ano do deputado Francisco Guerreiro como membro independente do Parlamento Europeu ficou marcado pelo trabalho em volta da Política Agrícola Comum, do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura e da Lei do Clima.
    LER MAIS
    Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores
  • Ambiente
  • Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores

    Segunda-feira, 12 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Verde Europeia (Verdes/ALE), Francisco Guerreiro, questionou a Comissão Europeia (CE) sobre o financiamento europeu da construção de uma incineradora na ilha de São Miguel, Açores.
    LER MAIS
    PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos
  • Animais
  • PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos

    Sexta-feira, 09 de Julho de 2021
    Foi descartada, esta semana, uma emenda introduzida pelo eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) e Vice-Presidente da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (AGRI), Francisco Guerreiro, sobre a tauromaquia.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF

    Quinta-feira, 08 de Julho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos participantes do ciclo de debates da Associação Natureza Portugal em colaboração com a World Wide Fund For Nature (ANPIWWF).
    LER MAIS
    Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE

    Quarta-feira, 07 de Julho de 2021
    O Parlamento Europeu aprovou hoje o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA). Enquanto relator-sombra pelo Grupo dos Verdes/ALE, o eurodeputado Francisco Guerreiro introduziu uma emenda para a rejeição do acordo, porém, a mesma foi chumbada por 516 votos contra e apenas 143 a favor.
    LER MAIS
    Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais
  • Animais
  • Verdes/ALE
  • Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais

    Quinta-feira, 01 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia presidiu hoje a reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais sobre o ‘Relatório de Implementação sobre Bem-Estar dos Animais de Criação’ pelo qual é também relator-sombra.
    LER MAIS
    Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027
  • Animais
  • Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    A Comissão Europeia (CE) comprometeu-se hoje a eliminar gradualmente as jaulas na pecuária, em toda a União Europeia (UE), estudando a possibilidade de a proibição entrar em vigor em 2027. A proposta legislativa vai ser apresentada até ao fim de 2023, juntamente com a revisão da legislação de bem-estar animal, já prometida na estratégia política alimentar da UE, a Estratégia ‘Do Prado ao Prato’.
    LER MAIS
    Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa
  • Presidência do Conselho da UE
  • Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    Esta quarta-feira, dia 30 de junho, termina o semestre português na Presidência do Conselho da União Europeia. Apesar de alguns pontos positivos, nomeadamente em matérias orçamentais e de transparência fiscal (e.g. acordo sobre a Diretiva de Divulgação Pública de Informações por País) houve um fracasso generalizado no que concerne a matérias climáticas e no panorama internacional, nomeadamente no relacionamento com a China e com os países do Mercosul.
    LER MAIS
    Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro participou hoje na conferência 'Capacitar Organizações de Consumidores: Rumo a uma abordagem harmonizada para lidar com a dupla qualidade em produtos alimentícios' (ECO, na sua sigla em inglês) na qual falou do combate à dupla qualidade alimentar, na União Europeia.
    LER MAIS
    SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos
  • Política Agrícola Comum
  • SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos oradores da conferência da SAFE "Dual Food Quality: Empowering Consumer Organizations".
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?