Guerreiro pergunta à Comissão se projeto Valtreixal é compatível com Estratégia de Biodiversidade da UE

Guerreiro pergunta à Comissão se projeto Valtreixal é compatível com Estratégia de Biodiversidade da UE

  • Quarta-feira, 21 de Abril de 2021

  •      A+  A-

Bruxelas, 21 de abril de 2021 – O eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE), Francisco Guerreiro, questionou a Comissão Europeia (CE) sobre o projeto de mineração Valtreixal no sentido de averiguar se este é compatível com a Estratégia Europeia para a Biodiversidade e com a Rede Natura 2000. 

Consulta a pergunta e respetiva resposta da CE abaixo.

 

Assunto:  Projeto de mineração Valtreixal e Natura 2000

O projeto Valtreixal é uma mina a céu aberto de tungstênio e estanho que cobrirá uma área de 250 hectares. O projeto mineiro, localizado a 5km da fronteira com Portugal, prevê a utilização de toneladas de dinamite, a construção de uma linha de alta tensão de 10 km e uma unidade de processamento, o trânsito diário de dezenas de veículos pesados ​​bem como o armazenamento e despejo de resíduos perigosos. Essas atividades terão inevitavelmente impactos transfronteiriços na paisagem, na biodiversidade, na qualidade do ar e da água, destruindo a flora e o habitat da vida selvagem. 

O rio Calabor, quando chega a Portugal, é denominado "Ribeira de Aveleda", que por sua vez desagua no rio “Sabor”, passando por exemplo por Bragança. As consequências prováveis ​​do projeto mineiro proposto poderão afetar estes territórios, nomeadamente, o Parque Natural de Montesinho, área também protegida a nível europeu no âmbito da rede Natura 2000. 

• A Comissão verificou a compatibilidade destas atividades extrativas com a designação da(s) área(s)? Também é compatível com a Estratégia de Biodiversidade? 

• Pode a Comissão intervir caso o governo português dê uma opinião negativa na sequência da avaliação de impacto ambiental transfronteiriço?

Resposta da CE

O artigo 4.º da Diretiva-Quadro Água (DQA)[1] exige que os Estados-Membros tomem as medidas necessárias para evitar a deterioração de todas as massas de águas de superfície, bem como para proteger, melhorar e recuperar todas as massas de águas de superfície, com o objetivo de alcançar um «bom estado»[2]. Na sua avaliação de 2019 dos segundos planos de gestão das bacias hidrográficas[3], a Comissão instou a Espanha e Portugal a tomarem medidas para melhorar a aplicação da DQA.

A Estratégia de Biodiversidade da UE[4] e as subsequentes conclusões do Conselho sobre a biodiversidade[5] salientam a necessidade de melhorar a aplicação da legislação ambiental da UE. No que se refere ao possível impacto do projeto na zona especial de conservação de Montesinho/Nogueira ao abrigo da Diretiva Habitats[6], o artigo 6.º, n.º 3, desta exige que um projeto não relacionado com a gestão do sítio, mas suscetível de afetar esse sítio de forma significativa, individualmente ou em conjugação com outros planos ou projetos, seja submetido a uma avaliação adequada das suas incidências no sítio. 

A Diretiva Avaliação de Impacto Ambiental (AIA)[7] inclui explicitamente disposições sobre as consultas transfronteiras e estabelece que os resultados dessas consultas devem ser devidamente tidos em conta no processo de aprovação. A autorização de projetos é da competência dos Estados-Membros e a diretiva não prevê a possibilidade de intervenção por parte da Comissão. Um parecer negativo de Portugal não vincula as autoridades espanholas, embora estas o devam ter em conta. Com base nas informações disponíveis, a Comissão não tem elementos de prova que permitam concluir que a legislação da UE acima referida foi violada. No entanto, as pessoas ou organizações em causa podem contestar as decisões das autoridades ambientais junto dos tribunais nacionais. 



[1] Diretiva 2000/60/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 23 de outubro de 2000, que estabelece um quadro de ação comunitária no domínio da política da água (JO L 327, de 22.12.2000).

[2] De acordo com as informações comunicadas em 2016, ao abrigo da Diretiva-Quadro Água, por Espanha e Portugal, correspondentes aos 2.osplanos de gestão da bacia hidrográfica do Douro, o estado ecológico do rio Calabor é moderado, sendo bom o da ribeira de Aveleda. O estado químico é bom em ambos os casos. Quanto às cinco massas de água que constituem o rio Sabor, o estado ecológico é bom em três e moderado em duas, ao passo que o estado químico é bom numa massa de água e desconhecido em quatro.

[4] Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu, ao Conselho, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das Regiões, «Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030 - Trazer a natureza de volta às nossas vidas», [COM(2020) 380 final].

[5] https://data.consilium.europa.eu/doc/document/ST-11829-2020-INIT/en/pdf

[6] Diretiva 92/43/CEE do Conselho, de 21 de maio de 1992, relativa à preservação dos habitats naturais e da fauna e da flora selvagens (JO L 206 de 22.07.1992).

[7] Diretiva 2011/92/UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 13 de dezembro de 2011, relativa à avaliação dos efeitos de determinados projetos públicos e privados no ambiente (JO L 26 de 28.1.2012, p. 1), com a redação que lhe foi dada pela Diretiva 2014/52/UE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 16 de abril de 2014 (JO L 124 de 25.4.2014, p. 1).


Partilhar artigo

A ler também...

1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu
  • Ambiente
  • Direitos Sociais
  • Lei do Clima
  • Política Agrícola Comum
  • Verdes/ALE
  • 1 ano como independente: Reforço da representação ecologista no Parlamento Europeu

    Quarta-feira, 28 de Julho de 2021
    O último ano do deputado Francisco Guerreiro como membro independente do Parlamento Europeu ficou marcado pelo trabalho em volta da Política Agrícola Comum, do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura e da Lei do Clima.
    LER MAIS
    Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores
  • Ambiente
  • Guerreiro questiona Comissão sobre financiamento europeu de incineradora nos Açores

    Segunda-feira, 12 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Verde Europeia (Verdes/ALE), Francisco Guerreiro, questionou a Comissão Europeia (CE) sobre o financiamento europeu da construção de uma incineradora na ilha de São Miguel, Açores.
    LER MAIS
    PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos
  • Animais
  • PAC: emenda para rejeitar fundos às touradas foi descartada em trílogos

    Sexta-feira, 09 de Julho de 2021
    Foi descartada, esta semana, uma emenda introduzida pelo eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) e Vice-Presidente da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (AGRI), Francisco Guerreiro, sobre a tauromaquia.
    LER MAIS
    Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Francisco Guerreiro debate alteração dos sistemas alimentares da ONU com WWF

    Quinta-feira, 08 de Julho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos participantes do ciclo de debates da Associação Natureza Portugal em colaboração com a World Wide Fund For Nature (ANPIWWF).
    LER MAIS
    Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Fundo dos Assuntos Marítimos e das Pescas aprovado com voto contra dos Verdes/ALE

    Quarta-feira, 07 de Julho de 2021
    O Parlamento Europeu aprovou hoje o acordo sobre o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos, das Pescas e da Aquicultura (FEAMPA). Enquanto relator-sombra pelo Grupo dos Verdes/ALE, o eurodeputado Francisco Guerreiro introduziu uma emenda para a rejeição do acordo, porém, a mesma foi chumbada por 516 votos contra e apenas 143 a favor.
    LER MAIS
    Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais
  • Animais
  • Verdes/ALE
  • Guerreiro preside reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais

    Quinta-feira, 01 de Julho de 2021
    O eurodeputado dos Verdes/Aliança Livre Europeia presidiu hoje a reunião do Intergrupo para o Bem-Estar e Conservação dos Animais sobre o ‘Relatório de Implementação sobre Bem-Estar dos Animais de Criação’ pelo qual é também relator-sombra.
    LER MAIS
    Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027
  • Animais
  • Comissão Europeia elimina jaulas na pecuária até 2027

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    A Comissão Europeia (CE) comprometeu-se hoje a eliminar gradualmente as jaulas na pecuária, em toda a União Europeia (UE), estudando a possibilidade de a proibição entrar em vigor em 2027. A proposta legislativa vai ser apresentada até ao fim de 2023, juntamente com a revisão da legislação de bem-estar animal, já prometida na estratégia política alimentar da UE, a Estratégia ‘Do Prado ao Prato’.
    LER MAIS
    Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa
  • Presidência do Conselho da UE
  • Fim da Presidência portuguesa: (In)Ação climática e acordo na Política Agrícola Comum ditam avaliação negativa

    Quarta-feira, 30 de Junho de 2021
    Esta quarta-feira, dia 30 de junho, termina o semestre português na Presidência do Conselho da União Europeia. Apesar de alguns pontos positivos, nomeadamente em matérias orçamentais e de transparência fiscal (e.g. acordo sobre a Diretiva de Divulgação Pública de Informações por País) houve um fracasso generalizado no que concerne a matérias climáticas e no panorama internacional, nomeadamente no relacionamento com a China e com os países do Mercosul.
    LER MAIS
    Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro participa em conferência sobre qualidade alimentar

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro participou hoje na conferência 'Capacitar Organizações de Consumidores: Rumo a uma abordagem harmonizada para lidar com a dupla qualidade em produtos alimentícios' (ECO, na sua sigla em inglês) na qual falou do combate à dupla qualidade alimentar, na União Europeia.
    LER MAIS
    SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos
  • Política Agrícola Comum
  • SAFE: Francisco Guerreiro debate qualidade dos alimentos

    Terça-feira, 29 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro foi um dos oradores da conferência da SAFE "Dual Food Quality: Empowering Consumer Organizations".
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?