Francisco Guerreiro celebra negação de patenteação através de processos biológicos

Francisco Guerreiro celebra negação de patenteação através de processos biológicos

  • Segunda-feira, 18 de Maio de 2020

  •      A+  A-

Lisboa, 18 maio de 2020 – O eurodeputado Francisco Guerreiro (PAN) aplaude a decião do Instituto Europeu de Patentes (IEP) de não permitir patentear plantas e animais obtidos através de processos essencialmente biológicos ao abrigo da Convenção Europeia de Patentes. Esta batalha foi iniciada em 2012 e fortemente reivindicada pelos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE). 

A decisão do Instituto vem confirmar que não é possível registar plantas ou animais simplesmente encontrados na natureza ou que sejam obtidos através das técnicas de melhoramento ou reprodução clássicas, tais como o cruzamento e seleção (Artigo 53(b) EPC).

“Para além do facto de ser errado e perigoso privatizarmos aquilo que comemos e, também, outros elementos naturais que nos rodeiam, a patenteação de plantas e animais restringe os direitos dos agricultores. Patentes sobre plantas naturais privam os agricultores dos seus direitos, pois estes ficam impossibilitados de reproduzir as variedades patenteadas e de usar sementes livremente. Em causa está aquilo que chamamos de biopirataria à custa da diversidade biológica. Esperávamos há muito por esta decisão e, agora, aplaudimo-la vigorosamente”, afirmou o eurodeputado Francisco Guerreiro.

O eurodeputado PAN, em linha com a posição dos Verdes/ALE, defende o uso livre de sementes, opondo-se fortemente, à apropriação por meio de patenteação daquilo que são elementos naturais e que não devem ser propriedade de ninguém ou de corporações. 

Esta batalha teve início em 2012, quando o IEP concedeu patentes a uma variedade de tomate "enrugado" e brócolos que não foram de forma alguma modificados geneticamente.

Com esta decisão, várias empresas multinacionais e agroquímicas - que já controlam entre 60 a 90% do setor de sementes - puderam patentear plantas comuns, bastando para tal apenas descrever uma característica mínima e particular específica da planta. Isto cedia-lhes direitos sobre todas essas mesmas plantas, levando a que o poder destas empresas sobre o setor alimentar aumentasse ainda mais. 

A Diretiva da Comissão Europeia 98/44 estabelece que as plantas e animais obtidos por meio de melhoramento clássico ou apenas presentes na natureza não podem ser patenteados. No entanto, o IEP não é forçado a seguir a legislação da União Europeia por fornecer decisões e pareces independentes, baseados na sua própria interpretação. 

Em resposta à decisão de 2012 do IEP, o Parlamento Europeu adotou uma resolução a exigir esclarecimentos sobre o direito de patentes para plantas, à qual a Comissão Europeia respondeu em novembro de 2016 que a legislação Europeia nunca pretendeu ceder patentes a características naturais que são introduzidas através de processos biológicos. 

Na sequência do parecer da Comissão, o Conselho de Administração do IEP acabou por alterar a sua política para não conceder patentes nestes casos. No entanto, a Grande Câmara de Recurso do mesmo instituto rejeitou esta decisão a 18 de dezembro de 2018, argumentando que o Conselho de Administração havia ultrapassado os seus poderes e que, portanto, poderiam ser concedidas tais patentes. 

“Esta troca e anulação de decisões por parte do IEP denunciam como o processo de tomada de decisão do IEP se baseia numa lógica operacional interna confusa e que necessita de revisão, pois ignorou ao longo destes anos os limites impostos às patentes pelos legisladores da UE e pelos tratados internacionais e convenções, tais como a Convenção de Nagoya e a Convenção sobre Diversidade Biológica”, afirmou ainda Francisco Guerreiro. 

De acordo com o comunicado do IEP, "de forma a assegurar a legalidade do processo e de proteger os interesses dos proprietários de patentes e candidatos", a nova interpretação do Artigo 53 (b) EPC não terá efeito retroativo sobre as patentes europeias concedidas antes de 1 de julho de 2017 ou sobre os pedidos de patente europeia pendentes registados antes dessa data.


Partilhar artigo

A ler também...

Francisco Guerreiro vota contra a Lei Europeia do Clima
  • Alterações Climáticas
  • Ambiente
  • Sessão Plenária
  • Verdes/ALE
  • Francisco Guerreiro vota contra a Lei Europeia do Clima

    Quinta-feira, 24 de Junho de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro e os Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE) – grupo a que pertence no Parlamento Europeu – votaram contra a Lei Europeia do Clima, aprovada hoje em sessão plenária.
    LER MAIS
    Verdes/ALE saúdam indulto como primeiro passo para uma solução política
  • Justiça
  • Verdes/ALE saúdam indulto como primeiro passo para uma solução política

    Terça-feira, 22 de Junho de 2021
    Hoje, o governo espanhol anunciou o indulto dos nove líderes políticos catalães por terem participado no referendo catalão em 2017. Os Verdes/ALE aclamam esta decisão que vem no seguimento de uma sentença judicial desproporcional de quase quatro anos de prisão injusta.
    LER MAIS
    Eurodeputados exortam a Comissão a terminar com o transporte de animais vivos para fora da UE
  • Animais
  • Eurodeputados exortam a Comissão a terminar com o transporte de animais vivos para fora da UE

    Segunda-feira, 14 de Junho de 2021
    Membros do Parlamento Europeu, entre os quais Francisco Guerreiro (Verdes/ALE), apelaram a Comissão Europeia (CE) a processar devidamente as partes responsáveis por infrações à lei relativa ao transporte de animais vivos e que causou a morte de milhares de animais.
    LER MAIS
    Guerreiro participa em cimeira sobre alimentação e proteínas vegetais
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Guerreiro participa em cimeira sobre alimentação e proteínas vegetais

    Sexta-feira, 11 de Junho de 2021
    O eurodeeputado participou hoje na Cimeira 'Plant-Based Foods & Proteins Europe 2021' dedicado a conectar marcas de origem vegetal com a cadeia de valor, incluindo revendedores, profissionais de serviços alimentícios, fabricantes de alimentos, fornecedores de ingredientes e outros provedores de serviços como embalagens, mercados e agências de marcas.
    LER MAIS
    O fim das gaiolas na pecuária é aprovado no Parlamento Europeu
  • Animais
  • O fim das gaiolas na pecuária é aprovado no Parlamento Europeu

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    A resolução para acabar com as gaiolas na pecuária na União Europeia (UE) foi aprovada hoje no Parlamento Europeu (PE) por larga maioria (558 a favor, 37 contra e 85 abstenções). Esta resolução resulta da Iniciativa de Cidadania Europeia “Fim da era da gaiola” que foi assinada por mais de 1,3 milhões de europeus.
    LER MAIS
    Estratégia de cibersegurança da UE para a década digital
  • Digitalização
  • Estratégia de cibersegurança da UE para a década digital

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Situação do Estado de Direito na UE
  • Estado de Direito
  • Sessão Plenária
  • Situação do Estado de Direito na UE

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Sessão plenária: Posição do PE sobre a avaliação em curso da Comissão e do Conselho dos planos nacionais de recuperação e resiliência
  • Economia
  • Sessão Plenária
  • Sessão plenária: Posição do PE sobre a avaliação em curso da Comissão e do Conselho dos planos nacionais de recuperação e resiliência

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Sessão plenária: A repressão sistemática na Bielorrússia e suas consequências para a segurança europeia
  • Sessão Plenária
  • Sessão plenária: A repressão sistemática na Bielorrússia e suas consequências para a segurança europeia

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS
    Sessão plenária: Iniciativa de Cidadania Europeia «Fim da era da gaiola»
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Animais
  • Sessão Plenária
  • Sessão plenária: Iniciativa de Cidadania Europeia «Fim da era da gaiola»

    Quinta-feira, 10 de Junho de 2021
    Vê aqui as declarações de voto de Francisco Guerreiro para a sessão plenária de 7 a 10 de junho de 2021.
    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?