EXCLUSIVO: 76% dos portugueses concorda com a implementação do RBI

EXCLUSIVO: 76% dos portugueses concorda com a implementação do RBI

  • Quarta-feira, 13 de Outubro de 2021

  •      A+  A-

Lisboa, 13 de outubro de 2021 – Um estudo da Marktest, realizado a pedido do eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/Aliança Livre Europeia) revela que 76% dos portugueses é a favor da implementação do Rendimento Básico Incondicional (RBI). Este estudo teve como principal objectivo conhecer a opinião dos portugueses em relação à implementação do RBI em Portugal.

 

 Principais conclusões:

 

  • Analisando mais ao detalhe o elevado índice de recetividade da população portuguesa ao RBI, é possível verificar-se que, de um modo geral, existe um maior interesse pelo tema por parte de indivíduos mais jovens (com idades entre 25 - 44 anos).
  • O pagamento de necessidades básicas para as quais existem atualmente dificuldades em fazer face e uma maior independência financeira são apontados como os maiores benefícios trazidos por esta iniciativa. E 77% dos inquiridos acredita que a crise provocada pela COVID-19 veio evidenciar ainda mais a necessidade de se implementar um RBI.
  • 45% indica que o RBI deveria ser financiado por um fundo soberano sem aumento de impostos; mas 31% considera que deveriam ser os 20% mais ricos de Portugal a financiar, através de um aumento de impostos, sem recorrer às verbas do Orçamento do Estado destinadas ao Estado Social. Nos indivíduos com um posicionamento político de esquerda as opiniões são mais repartidas (40% e 37%, respetivamente), enquanto que os indivíduos tendencialmente de direita são manifestamente mais adeptos da criação de um fundo soberano, sem aumento de impostos.
  • Sobre se o financiamento do RBI deveria apenas dos cofres nacionais, 45% refere que este deveria ser garantido metade pela União Europeia e a outra metade por Portugal. Por outro lado, 42% afirma que deveria ser a UE a arcar com todo a despesa desta medida.
  • Além dos benefícios económicos indicados, os portugueses atribuem ao RBI efeitos positivos ao nível da Justiça Social, concordando largamente que em comparação ao RSI, o RBI seria mais eficaz quando se está à procura de emprego, pois o RSI pode estimular a permanência no desemprego. A maioria posiciona-se mesmo de forma favorável ao RBI como alternativa ao RSI, pois muitas das pessoas que têm direito a um RSI não o recebem.
  • 59% afirma que, caso recebesse RBI, passaria a comprar mais produtos amigos do ambiente e 28% diz mesmo que passaria a comprar apenas produtos provenientes de agricultura biológica.
  • Apesar de existir uma concordância generalizada para a implementação desta medida, os portugueses consideram que a realização de uma experiência piloto seria necessária, quer para possibilitar um amplo debate público nacional, quer para conhecer os efeitos do RBI a nível municipal ou regional, para depois implementá-lo à escala nacional (ambas as opções a registarem um índice de concordância de 68%).

 

"A solicitação deste estudo surge exatamente pela necessidade de perceber objetivamente qual a perceção dos portugueses relativamente a este tema. As conclusões provam que cada vez é mais urgente colocar o RBI na agenda política. São as pessoas que menos conseguem garantir as necessidades básicas que mais concordam com a medida. Os resultados deste inquérito são a prova que faltava para percebermos que a sociedade está a mudar. A COVID-19 foi um duro golpe para todas as pessoas, naturalmente, que as mais necessitadas, sofreram mais. Não podemos esperar mais. É preciso lançar o debate e estudar a implementação de um projecto piloto", considera Francisco Guerreiro.

 

O universo em estudo é constituído pelos indivíduos com idade entre os 18 e os 65 anos, residentes em Portugal. A amostra é constituída por 1452 entrevistas, sendo representativa e proporcional ao universo em estudo, tendo sido aplicadas quotas de acordo com as variáveis género, idade e região, tomando por base os dados dos Censos 2011 (INE). A margem de erro máxima, associada a uma amostra desta dimensão, para um intervalo de confiança de 95%, é de ± 2,57 p.p.

 

Sobre o RBI:

O Rendimento Básico Incondicional é uma prestação atribuída a cada cidadão, independentemente da sua situação financeira, familiar ou profissional, e suficiente para permitir uma vida com dignidade. A quantia deve ser suficiente para garantir condições de vida decentes, que estejam de acordo com os padrões sociais e culturais do país em questão. Deve prevenir a pobreza material e garantir a oportunidade de participar na sociedade. Isto significa que o rendimento líquido deverá, no mínimo, estar ao nível de risco de pobreza de acordo com os padrões europeus, o que corresponde a 60% do denominado rendimento mediano por adulto equivalente. Especialmente em países nos quais a maioria aufira de rendimentos reduzidos, e em que, por consequência, o rendimento médio seja reduzido, um índice de referência alternativo (um cabaz de bens, por exemplo) deve ser usado para determinar o valor do rendimento básico, de modo a que este garanta uma vida com dignidade, segurança material e participação plena na sociedade.

Mais informações em http://rendimentobasico.pt/

 

Lê o estudo da Marktest, abaixo.

Leia o documento em formato PDF

Partilhar artigo

A ler também...

Brexit: Eurodeputados preocupados com transporte de animais de estimação
  • Brexit
  • Brexit: Eurodeputados preocupados com transporte de animais de estimação

    Quarta-feira, 08 de Dezembro de 2021
    O eurodeputado Francisco Guerreiro (Verdes/Aliança Livre Europeia) endereçou uma carta à Comissão Europeia a questionar como está a ser feito o transporte de animais de estimação com gatos cães e furões no contexto do Brexit e que garantias de circulação há para estas situações.
    LER MAIS
    Comissão ANIT aprova relatório a exigir restrições e proteção no transporte de animais vivos
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • Comissão ANIT aprova relatório a exigir restrições e proteção no transporte de animais vivos

    Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2021
    A Comissão de Inquérito para a Proteção dos Animais durante o Transporte (ANIT) aprovou hoje o relatório do seu trabalho e as recomendações que fará à Comissão Europeia. O voto final das recomendações será feito em Plenário, em janeiro de 2022. Por impulso dos Verdes/ALE, conseguiu-se uma proibição do transporte de animais em gestação e em amamentação. Por um voto, não ficou decido o estabelecimento de um limite de horas máximo de transporte.
    LER MAIS
    Verdes querem rótulos ambientais em dispositivos eletrónicos
  • Digitalização
  • Verdes querem rótulos ambientais em dispositivos eletrónicos

    Quinta-feira, 02 de Dezembro de 2021
    Vários eurodeputados questionaram a Comissão Europeia sobre os rótulos ambientais em dispositivos eletrónicos, uma medida que o Parlamento Europeu já tinha solicitado e que já foi implementada, por exemplo, em França e que países como Bélgica e Espanha também querem desenvolver.
    LER MAIS
    The Future of Food Conference 2021
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • The Future of Food Conference 2021

    Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021
    Francisco Guerreiro foi orador, como membro do Parlamento Europeu, na Conferência o Futuro da Comida 2021.
    LER MAIS
    Webinar: A necessidade de legislação para animais aquáticos
  • Animais
  • Webinar: A necessidade de legislação para animais aquáticos

    Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021
    Francisco Guerreiro foi organizador de um evento para debater a urgência de se legislar para garantir mínimos de bem-estar para animais aquáticos
    LER MAIS
    5ª edição do BioFÓRUM: Debate sobre políticas agrícolas e alimentares na UE
  • Agricultura, Mar e Florestas
  • 5ª edição do BioFÓRUM: Debate sobre políticas agrícolas e alimentares na UE

    Sábado, 27 de Novembro de 2021
    Francisco Guerreiro foi convidado pela Associação BioLiving sobre "Políticas agrícolas e alimentares na União Europeia" como 1º Vice Presidente da Comissão de Agricultura.
    LER MAIS
    RBI: Apresentação de episódios e debate em Vila Nova de Gaia
  • Rendimento Básico Incondicional
  • RBI: Apresentação de episódios e debate em Vila Nova de Gaia

    Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021
    Vila Nova de Gaia foi palco da apresentação dos episódios 4, 5 e 6 da série documental "Rendimento Básico Incondicional: Um caminho de Liberdade".
    LER MAIS
    Sessão Plenária: Política Agrícola Comum - apoio aos planos estratégicos a elaborar pelos Estados-Membros e financiados pelo FEAGA e pelo FEADER - Relatório: Peter Jahr
  • Política Agrícola Comum
  • Sessão Plenária: Política Agrícola Comum - apoio aos planos estratégicos a elaborar pelos Estados-Membros e financiados pelo FEAGA e pelo FEADER - Relatório: Peter Jahr

    Quinta-feira, 25 de Novembro de 2021

    LER MAIS
    Sessão Plenária: Política Agrícola Comum: Financiamento, gestão e acompanhamento - Relatório: Ulrike Müller
  • Política Agrícola Comum
  • Sessão Plenária: Política Agrícola Comum: Financiamento, gestão e acompanhamento - Relatório: Ulrike Müller

    Quinta-feira, 25 de Novembro de 2021

    LER MAIS
    Sessão Plenária: Política Agrícola Comum - alteração da OCM e outros regulamentos - Relatório: Eric Andrieu
  • Política Agrícola Comum
  • Sessão Plenária: Política Agrícola Comum - alteração da OCM e outros regulamentos - Relatório: Eric Andrieu

    Quinta-feira, 25 de Novembro de 2021

    LER MAIS

    mais notícias

    Não encontras o que procuras?